Avião de Bolsonaro arremete devido à fumaça das queimadas no Pantanal

O avião do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) precisou arremeter ao chegar no Mato Grosso, pois a visibilidade ficou baixa devido à fumaça gerada pelas queimadas no Pantanal.

A região enfrenta uma onda histórica de incêndios e outras regiões do país foram afetadas com a fumaça.

O voo arremeteu no aeroporto de Sinop porque o piloto não tinha total visibilidade da pista. A manobra acontece quando o piloto escolhe por subir mais uma vez quando o avião está prestes a pousar no solo.

Os ministros da Defesa, Augusto Heleno, da Infraestrutura, Tarcísio de Freiras, e o chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, estavam na comitiva com Bolsonaro. O pouso ocorreu na segunda tentativa de maneira tranquila.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *