Audiência Pública sobre insegurança na Niterói-Manilha

As comissões de Segurança Pública e de Turismo da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realizam, nesta quinta-feira (10), uma audiência pública em conjunto para debater medidas para combater a insegurança nas rodovias em todo o estado, especialmente no trecho da BR 101 conhecida com Niterói-Manilha. O local ficou conhecido como “terra de ninguém” por causa dos inúmeros casos de arrastões que acontecem a qualquer hora do dia. A reunião está marcada para o Auditório Deputada Andreia Zito, na Escola do Legislativo, a partir das 10h.

Membro da Comissão de Segurança Pública, o deputado estadual Bruno Dauaire (PSC) relatou o medo dos motoristas. “Esse trecho é a porta de entrada da capital para quem vem do interior e a porta de entrada da Região dos Lagos para quem sai da Região Metropolitana. Frequentemente utilizo a BR 101 para ir e voltar de Campos e São João da Barra para o Rio e os relatos dos motoristas que foram vítimas dos arrastões são de pavor. Não podemos aceitar essa situação”, disse.

Dauaire ainda lembrou do impacto que a insegurança traz para o turismo de áreas importantes do estado e afirmou que a solução passa por uma ação integrada. “As notícias e vídeos das ações dos bandidos se espalham rapidamente na internet e as pessoas estão com medo. Isso impacta diretamente na economia da Região dos Lagos, que recebe um grande número de turistas da capital nos finais de semana e durante o verão. A solução passa por uma ação integrada de todas as forças de segurança e é nisso que precisamos trabalhar”, finalizou.

Atualização: A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) informou que adiou a audiência pública das comissões de Segurança Pública e de Turismo sobre a insegurança no trecho da Niterói-Manilha, na BR 101, que aconteceria nesta quinta-feira (13/06), para o dia 1º de agosto.

Ascom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: