Açu terá obra de drenagem e manejo de águas pluviais - Tribuna NF

Açu terá obra de drenagem e manejo de águas pluviais

A Prefeitura de São João da Barra vai realizar obra de drenagem e manejo de águas pluviais no Açu, quinto distrito do município. O anúncio foi feito pela prefeita Carla Caputi em reunião na segunda-feira, 2, na E. M. Chrisanto Henrique de Souza, com a presença de moradores, representantes da associação de moradores e vereadores. A iniciativa visa buscar uma solução definitiva para problemas de alagamento e estrutura de calçamento em ruas da localidade.

A primeira fase da obra, que consiste em etapas administrativas, inicia nesta terça-feira, 3, com a abertura do processo de licenciamento ambiental junto ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e autorização para deságue da drenagem no Parque Estadual da Lagoa do Açu (Pelag). Haverá, também, abertura do processo de avaliação dos imóveis a serem desapropriados para executar a obra. A segunda fase é o processo licitatório, que será aberto assim que o órgão estadual liberar as licenças e concluir o processo de desapropriação das áreas de deságue.

Na oportunidade o engenheiro da empresa Ômega Engenharia, Maxuel Donato, fez a apresentação do estudo hidrológico e projeto de soluções de drenagem que será implantado no Açu. Entre os serviços que serão executados estão adequação de nível de ruas, nivelamento e contenção do canal de escoamento, construção de galerias pluviais, bacias de retenção, sistema de bombeamento onde for necessário e hierarquização das vias públicas. O custo total da obra gira em torno de R$ 50 milhões.

“Através desse estudo foi possível identificar uma solução técnica definitiva para o problema de drenagem no Açu. A nossa intenção é realizar uma obra duradoura resolvendo de uma vez por todas as questões relacionadas a alagamentos e estrutura de calçamento para que os moradores da localidade e as futuras gerações possam ter mais qualidade de vida”, declarou a prefeita Carla Caputi.

A secretária municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Marcela Toledo, ressaltou a importância do estudo hidrológico para entender tecnicamente a realidade do Açu. “O estudo apontou não só a questão da topografia e da sondagem do solo, mas também quais as alterações dos fluxos d’água que aconteceram com a ocupação do homem na localidade e as alternativas para solucionar os problemas de drenagem”, disse.

A reunião contou com a presença do secretário de Obras e Serviços, Alexandre Rosa, e outros secretários municipais. Também participaram representantes da Associação de Moradores do Açu, o presidente da Câmara Municipal, Alan de Grussaí, e demais vereadores: Julinho Peixoto, Soninha Pereira, Júnior Monteiro, Kaká, Franquis Arêas, Analiel Vianna e Elísio Rodrigues.

Ascom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *