TRE manda Eduardo Paes apagar montagens sobre Wilson Witzel

O desembargador Luiz Fernando de Andrade Pinto, do Tribunal Regional Eleitoral, determinou que o candidato Eduardo Paes pare de veicular na propaganda eleitoral montagens sobre o candidato Wilson Witzel.

O ex-juiz federal Wilson Witzel alegou na representação que “em propaganda eleitoral em rede na TV, veiculada no dia 13 de outubro de 2018, nos blocos diurno, entre 12h10 e 12h20, e noturno, entre 20h40 e 20h50, foram transmitidas imagens por intermédio de computação gráfica, trucagem, montagem e efeitos especiais, cujas práticas são veementemente proibidas pela legislação eleitoral.”.

Witzel alega ainda que “além da inclusão de recortes de matérias jornalísticas cujas manchetes são assinaladas artificialmente de amarelo, uma mulher, em tom teatral, recita declarações atribuídas ao Representante: “Eles conseguiram me intimidar e isso me fere profundamente. Eles me intimidaram e eu tive que trocar de área para preservar a minha vida. ”.

O desembargador Luiz Fernando determinou a imediata proibição da referida propaganda sob pena de multa no valor de R$ 50 mil sobre cada veiculação indevida.

Confira a decisão:

Comente