Witzel anuncia exoneração de presidente do Ipem depois que funcionários foram presos por suspeita de extorsão

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC), anunciou neste sábado (8) que vai exonerar Luis Machado do cargo de presidente do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem). A decisão foi divulgada depois que funcionários do órgão foram presos por suspeita de extorsão de comerciantes no Feirão das Malhas, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense.

A medida será publicada na próxima edição do Diário Oficial do estado. Os funcionários com cargos em comissão envolvidos no escândalo já foram exonerados. Os servidores efetivos suspeitos foram afastados e responderão à sindicância interna. Caso seja confirmada a participação nos crimes investigados, poderão sofrer as sanções legais.

Investigações

Segundo a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), o grupo de oito servidores estava se passando por investigadores da DRCPIM para extorquir comerciantes locais. No momento da prisão, os policiais encontraram cerca de R$ 4 mil com os funcionários.

Os suspeitos começaram a ser monitorados há alguns dias, após uma denúncia anônima indicar que supostos investigadores da Polícia Civil estavam cobrando taxas de comerciantes para que eles não fossem presos por irregularidades em seus estabelecimentos. Após essa informação inicial, a polícia começou a monitorá-los.

No final da tarde de sexta-feira, os policiais encontraram Tancredo Torres de Souza, Leonardo Antunes Xavier, Tiago Lira Gonçalves, Leandro Macedo Peixoto, Marcelo Leite Ribeiro, Mario Jorge Lima de Carvalho, Fabio Mathias Bullos e Jorge Oliveira Duarte Júnior no centro comercial após extorquirem um empresário.

O dinheiro, R$ 4 mil, estava escondido em um fundo falso de um banco dentro do veículo do Ipem.

De acordo com o delegado Maurício Demétrio Afonso Alves, titular da DRCPIM, o grupo vai responder por organização criminosa, quadrilha, extorsão e corrupção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *