16/06/2024
Campos

Vídeo: Chromebooks adquiridos pela Educação de Campos começam a ser patrimonializados

O primeiro lote de chromebooks adquiridos pela Prefeitura de Campos, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct). já chegou. Os equipamentos começarão a ser patrimonializados a partir dos próximos dias para serem entregues aos educadores. Com isso, o projeto Tô Lig@do! está ainda mais perto de se materializar na rede municipal de ensino. Essa é uma das ações previstas no Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE). O objetivo é atender à ação estratégica de inserção tecnológica digital das unidades escolares, na gestão pedagógica e administrativa da Secretaria.

O Prefeito Wladimir Garotinho anunciou a novidade nesta quinta-feira (31) em suas redes sociais. Segundo ele, o PAE foi implantado em 2021 com previsão para quatro anos e vem sendo efetivado em etapas, de modo a promover a melhoria da qualidade da educação municipal.

“Esse foi um compromisso assumido com os nossos professores estatutários, pedagogos, diretores e auxiliares de secretaria, para que possam desenvolver as suas atividades administrativas e pedagógicas de maneira adequada e confortável, tanto no espaço escolar quanto em suas residências. Chegaram 3 mil unidades que começam a ser distribuídos a partir de setembro e ainda vão chegar mais”, afirmou o prefeito Wladimir Garotinho.

Segundo o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, a Seduct está implementando a cultura digital com todos os envolvidos no processo educativo, desde os alunos e professores até os que participam da organização burocrática como assistente de secretaria, pedagogos e os demais que compõem a equipe escolar.

“Estamos dando o suporte tecnológico apropriado a todos que colaboram para que os processos educativos aconteçam. Um ambiente digitalizado proporcionará o desenvolvimento da competência digital do profissional. Nós consideramos essa medida um mecanismo fundamental ao cumprimento das atividades dos nossos educadores. Ela também é parte do projeto de valorização profissional e vai contribuir, ainda, com o aumento )da eficiência e da produtividade”, destacou o secretário.

Para garantir a cultura digital na rede, a Seduct também adquiriu cerca de 8 mil tablets para os alunos da rede municipal e está concedendo novos desktops e impressoras para as escolas e as coordenações da Secretaria. Os computadores vão auxiliar no desenvolvimento de ações específicas previstas pelo PAE, como, por exemplo, o Projeto Estação Educação, que consiste em prover a transmissão de aulas a partir de unidades escolares por meio de salas-estúdios, em que os professores, devidamente capacitados, ministram aulas com ou sem a presença de alunos, utilizando a plataforma do YouTube.

Outra ação em curso é o Eduten, um programa de matemática gameficada, usado mundialmente e com alto grau de sucesso, criado na Finlândia por profissionais de educação e que tem feito sucesso em todo o mundo. A ferramenta utiliza um caderno digital e adaptativo de atividades matemáticas, usado como recurso pedagógico para o desenvolvimento das habilidades matemáticas dos estudantes.

Outro projeto é o Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP) Modalidade Educacional – SUAP Ensino, em parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte e o Instituto Federal Fluminense e com o Centro de Informação e Dados de Campos (CIDAC), que vai informatizar todos os processos educacionais, sendo possível ler, tratar e planificar informações com mais eficácia, acessar e manusear com mais rapidez, acompanhar os dados gerenciais de matrícula e lotação, oferecendo aos alunos, professores e familiares mais conforto e comodidade no acesso à informação.

“Todos estes projetos envolvem a inserção tecnológica digital, o que implica e confirma o significado deles frente às inúmeras exigências que a sociedade apresenta. Desenvolver nos profissionais a competência tecnológica, dando-lhes suporte técnico, internet de qualidade, estrutura física digital e formação continuada é uma premissa. A inserção tecnológica digital precisa de fato acontecer, e só se tornará uma cultura quando não houver mais a fragmentação do que se vive na realidade escolar e nas relações profissionais dos docentes e demais profissionais da educação”, explicou o secretário.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *