24/05/2024
Política

Terminal Pesqueiro de Farol mais perto da realidade

O Terminal Pesqueiro de Farol de São Tomé/Barra do Furado ganhou força nesta terça-feira (11), quando o Prefeito Wladimir Garotinho, que está cumprindo agenda no Rio de Janeiro, esteve com o secretário de Energia e Economia do Mar, Hugo Leal, e o subsecretário da pasta, Felipe Peixoto, ocasião em que apresentou o projeto do Terminal, garantindo apoio para a sua instalação.

“Concluímos mais uma reunião de trabalho sobre o Terminal Pesqueiro do Farol de São Tomé/Barra do Furado, que será um grande vetor de desenvolvimento, geração de empregos e regularização dos nossos pescadores artesanais. Esse é um projeto prioritário na minha gestão e que vem ganhando apoios importantes”, disse Wladimir que, em maio deste ano, esteve em Brasília, ocasião em que obteve do ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, o reconhecimento da importância do projeto e a promessa de apoio para a viabilização do mesmo.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Almy Júnior, lembra que a baixada campista vem recebendo obras de infraestrutura e que o terminal pesqueiro é uma das principais expectativas dos pescadores. “Até hoje, para entrar e sair do mar, as embarcações precisam ser rebocadas por tratores e a precariedade das condições nas quais a pesca artesanal é desenvolvida em Farol e em todo o município comprometem o futuro das comunidades tradicionais que, sem o terminal, não vislumbram, na atividade que desenvolvem, chances de melhorias na qualidade de vida. Temos mais de cinco mil pescadores num raio de 100km de Farol, com uma média/mês de mais de 200 toneladas de pescado só na praia campista e de 5.500 toneladas mensais registradas nesse raio. Com o Terminal, é grande a possibilidade de termos desenvolvida, em Campos, a aquicultura de alto padrão e também temos a vantagem da proximidade dos grandes centros consumidores brasileiros e do Porto do Açu, já considerando as possibilidades de exportação e importação do pescado”.

O projeto do Terminal Pesqueiro Público do Farol de São Tomé prevê a construção de estaleiros, guaritas, oficina, galpões, fábrica de gelo, escola de pesca, mercado de peixes, restaurante, subestação elétrica, posto de combustíveis, unidade de processamento e beneficiamento, além de vias asfaltadas, pátios pavimentados e ancoradouro, entre outras edificações.

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *