28/05/2024
Política

TCE determina a suspensão de 22 projetos bancados pelo Ceperj

O Tribunal de Contas do Estado do Rio determinou a suspensão imediata de 22 projetos bancados pelas verbas do Ceperj. Suspeitas de desperdício de dinheiro público, uso eleitoral dos programas e até de rachadinha através do órgão são investigadas pelo Ministério Público.

No mês passado, uma auditoria do governo já tinha determinado a extinção de seis projetos. Agora, a paralisação ficou ainda maior. No dia 14 de setembro, o governador Cláudio Castro acatou o pedido da comissão de auditoria.

Agora, segundo a decisão do TCE, o Ceperj tem cinco dias para paralisar também outros 16 projetos do Ceperj remunerados sem transparência.

Entre os programas que foi pedida a paralisação estão o programa “Rio de Janeiro é o bicho” e o “RJ sustentável”. A representação analisada pelo TCE foi feita pela secretaria-geral de controle externo do próprio tribunal.

Os técnicos citam:

  • Suspeita de irregularidades em atos de admissão de pessoal
  • Ausências de processos seletivos; e falta de transparência em contratações.

Segundo o Tribunal de Contas, há fundado receio de grave lesão ao erário decorrente das irregularidades cometidads pelo Ceperj.

O relator do caso é o conselheiro Christiano Lacerda Ghuerren. O voto dele, hoje, foi acompanhado por unanimidade, na primeira sessão do tribunal depois da eleição.

O conselheiro alega que foram feitos aproximadamente 28 mil pagamentos na boca do caixa.

G1*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *