Tarifa de ônibus Campos x Rio e Campos x Macaé: uma tragédia sem fim

Foto: arquivo

Opinião:

As tarifas de ônibus Campos x Rio e Campos x Macaé são uma tragédia sem fim.

O monopólio da Viação 1001 que vem a anos cobrando tarifas extorsivas nos trechos acima apontados encontrou uma explicação na operação Ponto Final, onde foram presos Barata, Cabral e Cia.

As revelações do empresário Marcelo Traça, da empresa Rio Ita, demonstram os problemas que são os transportes intermunicipais no estado do Rio de Janeiro, que embora tenha ordem das Cortes Superiores para serem licitados os empresários sempre arrumam um jeito para evitar qualquer tipo de competitividade.

A prova inequívoca do escândalo se encontra nas tarifas praticadas.

Por exemplo: Campos x Rio com ar condicionado custa R$ 103 na promoção.

Todavia o trecho Cachoeiro de Itapemirim x Rio de Janeiro, pela Viação Kaissara, custa R$ 109,73, enquanto a tarifa no veículo convencional, sem ar, custa no dia de hoje R$ 89,73.

O trecho de Campos x Cachoeiro é de aproximadamente 125 km de rodoviária a rodoviária.

Não existe qualquer explicação para a tarifa Cachoeiro x Rio ser igual ou menor a Campos x Rio.

Explico: É que a tarifa Cachoeiro x Rio ela teria que ser muito superior porque um dos requisitos para se chegar ao valor da passagem é a demanda. Não há dúvida que a demanda entre Campos x Rio e Campos x Macaé é visivelmente muito superior a de Cachoeiro x Rio.

A tarifa Campos x Rio não poderia ser superior a R$ 56 ou R$ 60 em veículos com ar condicionado, tomando-se por base os critérios aproximados da linha Cachoeiro x Rio, que é interestadual, enquanto a Campos x Rio é intermunicipal.

É preciso que o novo governo examine a questão do transporte coletivo do povo do estado do Rio, vez que os preços praticados pelas concessionárias, inflados por polpudas propinas pagas a servidores públicos precisam ser decotados, onde o povo deverá saber a verdade inclusive no bolso.

É preciso saber que as tarifas praticadas pelas empresas concessionárias de serviços públicos representam enorme obstrução ao crescimento econômico da região e considerando que o cidadão não pode sair de casa nem só com medo do ladrão com a pistola ou fuzil na mão, mas pela impossibilidade de pagar o bilhete do ônibus.

Não é preciso muito esforço. Basta confrontar os bilhetes Cachoreiro x Rio, Campos x Rio e Campos x Macaé.

Aí fica uma pergunta: Por que o povo do Rio merece ser tão infeliz?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *