Startup Rio seleciona preliminarmente 176 propostas inovadoras para incubação

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) divulgou o resultado preliminar do edital Startup Rio 2020: Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro. Dos 527 projetos cadastrados inicialmente, apenas 328 foram efetivamente submetidos ao processo seletivo. Na seleção, foram classificadas, preliminarmente, 176 propostas. Os selecionados têm até o dia 31 deste mês para a entrega da documentação para comprovação da regularidade econômica e financeira dos projetos pré-qualificados.

Criado com o objetivo de fomentar e promover iniciativas que versem sobre a Difusão do Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital, o edital incentiva a apresentação de características inovadoras na área de tecnologia digital, por meio da aplicação de tecnologias habilitadoras, como Tecnologia de Registro Distribuído (DLT), inteligência Artificial (IA), Internet das Coisas (IoT) e Realidade estendida (XR) nas áreas de Energia, Saúde, Educação, Finanças, Jurídico, Segurança, Mineração, Óleo e Gás, Marketing e Mídia, Varejo (comércio digital, gerenciamento de pedidos e estoques, integração de canais, soluções inovadoras de marketplace), Animais de Estimação, Economia Criativa (turismo, esporte, cultura, lazer, design, arquitetura, artes, moda, música, literatura), Cidades Inteligentes (visando tornar os componentes de infraestrutura e serviços essenciais de uma cidade mais inteligentes, interligados e eficientes), na própria área de Tecnologia da Informação e Comunicação, e na produção e desenvolvimento de jogos eletrônico para exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis.

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação disse que a escolha das melhores propostas do edital foi uma tarefa difícil.

– A qualidade dos projetos apresentados é surpreendente a cada ano. Desejo sucesso aos que se propuseram a caminhar nessa jornada de empreendedorismo. O Startup Rio é referência nacional e motivo de orgulho para a população fluminense. Estão todos em boas mãos. Parabéns! – disse Leonardo Rodrigues.

Para o presidente da Faperj, Jerson Lima Silva, em meio à gravíssima crise de saúde por que passa o Rio de Janeiro e o País, com suas profundas repercussões na arrecadação estadual, a fundação não apenas manteve em dia o pagamento de todos os seus bolsistas, mas está garantindo um importante investimento de recursos nos projetos que lidam diretamente com o enfrentamento da pandemia.

– Com a divulgação dos resultados da primeira etapa do Startup-Rio, a Faperj também fomenta o empreendedorismo, fundamental para que o estado encontre saídas criativas e duradouras para sua estabilização social e econômica. Esse Programa tem como uma de suas maiores virtudes fazer com que os recursos cheguem a municípios fora da região metropolitana, como Macaé, Campos do Goytacazes, Mangaratiba, Vassouras, Itaperuna, entre outras. Não podemos pensar um programa pujante e justo de ciência, tecnologia e inovação para o Estado do Rio de Janeiro sem que o investimento alcance suas regiões interioranas – disse.

O coordenador geral do programa, Paulo Espanha, lembrou que o Startup Rio é o maior programa de desenvolvimento de novos empreendedores do Governo do Estado, tendo sido eleito pelo Ecossistema de Inovação como um dos 10 melhores do país em 2019.

– Reforçar a vocação criativa, natural do Rio de Janeiro, sempre foi um dos objetivos do Startup Rio. Nesses últimos meses, toda a Equipe do Startup Rio junto com um grupo de executivos que se uniram ao programa como mentores voluntários, tem trabalhado incessantemente, mesmo na crise pandêmica, para pôr em ação a mais ousada edição do edital Startup Rio. Nesta, que se iniciará em setembro, a expectativa é de que até 240 novos projetos/startups façam parte desse programa, crescendo em seis vezes em tamanho. Esses novos projetos serão atendidos não somente no Rio mas em outras 12 cidades, multiplicado por 12 o alcance – disse Espanha.

Compostas de até cinco membros por projeto, as equipes participarão do Programa Avançado de Formação Empreendedora no qual terão acesso a treinamento, consultoria e atividades afins de nivelamento, técnicas de gestão, validação da ideia e construção de plano de negócios. Foram selecionadas 176 propostas para participação do Programa nas diversas localidades onde ele ocorrerá, sendo 113 propostas para participação do Programa na cidade do Rio de Janeiro, 6 na cidade de Barra Mansa, 19 em Campos dos Goytacazes, 3 em Engenheiro Paulo de Frontin, 4 em Itaperuna, 19 em Macaé, 2 em Mangaratiba, 7 em Petrópolis e 3 em Vassouras.

As equipes das propostas selecionadas participarão do Programa Avançado de Formação Empreendedora, a ser aplicado na primeira fase do programa Startup Rio, antes de passar, em seguida, por um novo processo seletivo para participar das duas fases seguintes, focadas no efetivo desenvolvimento dos seus empreendimentos, quando receberão os recursos financeiros no valor de até R$ 60 mil, e receberão – além dos recursos financeiros – supervisão dos projetos pela equipe do Programa, serviços de mentoria e treinamento em desenvolvimento de produto, técnicas de vendas, construção de protótipo e gestão de empresas.

Confira, no link abaixo, a listagem completa dos contemplados:
Resultado preliminar: Startup Rio 2020: Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *