Sérgio Côrtes é condenado a mais 16 anos de prisão por desvios na Saúde do RJ

Sérgio Cortes

O ex-secretário de Saúde do Rio na gestão de Sérgio Cabral (MDB), Sérgio Côrtes, foi condenado por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

A pena é de 16 anos de prisão em regime fechado em desdobramento da Fatura Exposta, no qual que já havia sido condenado. Côrtes ainda pode recorrer.

A condenação ocorreu na Operação Ressonância, que também é parte da Lava Jato fluminense.

Corrupção, lavagem e evasão
A denúncia acusa Côrtes de receber US$ 2,4 milhões dos empresários Miguel Iskin e Gustavo Estellita em contas ocultas na Suíça.

Os dois, sócios numa empresa de saúde, também foram condenados, por corrupção passiva e evasão de divisas.

O ex-secretário de Saúde está solto desde abril do ano passado, por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A decisão do juiz Marcelo Bretas é da última quinta-feira (13).

G1*

One thought on “Sérgio Côrtes é condenado a mais 16 anos de prisão por desvios na Saúde do RJ

  • 18 de fevereiro de 2020 em 16:55
    Permalink

    Ninguém vai tocar no tão protegido PAESpalho, o ex-prefeitinho Zé Carioca? Por que a Justiça do Rio e o STF protege tanto esse ex-prefeitinho? AONDE O Paespalho enfiou as vigas da perimetral? E as falcatruas realizadas na Prefeitura do Rio em sua gestão, apadrinhado por Cabral?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *