Seis meses do governo Wlad

Prefeito Wladimir Garotinho (Foto: César Ferreira)

Reequilibrar as contas, cuidar das pessoas e do município, colocar em dia o pagamento dos servidores. Tudo isso em meio a uma pandemia e tendo que olhar para frente, pensando em novos investimentos. Esses foram os principais desafios da atual gestão, tendo à frente o prefeito Wladimir Garotinho, ao assumir a Prefeitura de Campos, em janeiro de 2021. Seis meses se passaram e é possível afirmar que Campos está sob controle. Para isso, foi necessário um choque de ordem com medidas de restrição financeira, como corte nas despesas e um novo organograma com redução de cargos comissionados e funções gratificadas, entre outras medidas para gerar economia. Apesar do pouco tempo, resultados das parcerias e do trabalho da nova gestão começa a apresentar resultados.

O prefeito explica que, logo nos primeiros dias, junto com o vice-prefeito, Frederico Paes, determinou prioridade na Saúde porque o momento exigia medidas urgentes para o atendimento à população e também melhorias no município. “A cidade estava abandonada. As ruas estavam sujas, com muito mato, buracos e postes com lâmpadas queimadas. Montamos equipes para mutirões de limpeza, tapa-buracos e reposição de lâmpadas. Logo nos primeiros dias, era visível a diferença. Queremos avançar ainda mais, porém, para seis meses, já é possível perceber a diferença”.

A Prefeitura de Campos também está em dia com os repasses municipais aos hospitais contratualizados, tão importantes para garantir o atendimento da população em várias especialidades. “Na Saúde, foram abertos 136 leitos, especialmente para ao tratamento da Covid-19 e, hoje, mais de 50% das pessoas adultas foram imunizadas contra doença em Campos, percentual que coloca o município à frente do Governo do Estado e do país, em proporção de pessoas vacinadas. Também foram reabertas três unidades de saúde (São Sebastião, Lagoa de Cima e Santa Rosa), além do Centro de Referência da Mulher, do Clube da Terceira Idade e do Centro Dia. São milhares de atendimentos que deixaram de ser feitos no governo passado”, afirma o prefeito.

Prevenção – Através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), o trabalho de prevenção à dengue, zika e chikungunya vem sendo realizado diariamente, com visitas domiciliares dos agentes de endemias. Além de uma unidade móvel para vacina, o CCZ também recebeu dois castramóveis. A Defesa Civil realizou mais de 900 atendimentos. Também foi feita a manutenção e reativação de 17 cisternões para evitar alagamentos em diferentes pontos da cidade. No Parque Santa Rosa, uma obra de drenagem resolveu um problema que, há anos, fazia a população sofrer. A Vigilância Sanitária retirou quase três toneladas de alimentos impróprios para o consumo de circulação e interditou estabelecimentos. O órgão, que ganhou nova sede, em parceria com a Guarda Municipal e a Superintendência de Postura, vem fazendo cumprir os decretos municipais no enfrentamento à Covid.

Cuidado com as pessoas – Outra medida importante neste período foi o atendimento oferecido às pessoas em situação de rua e em vulnerabilidade social. “Participamos de abordagens sociais, retomamos o consultório de rua, criamos a campanha Vacinação Solidária para o recolhimento de alimentos em postos de vacinação e reabrimos o Restaurante do Povo, que oferece diariamente 1.500 refeições a quem mais precisa. Infelizmente, a pandemia agravou a situação da população mais vulnerável e o restaurante, além de matar a fome, também resgata a cidadania: as pessoas fazem suas refeições de forma adequada, com toda segurança alimentar. É um grande equipamento de inclusão social”. A rede de proteção às mulheres foi ampliada. Além de criar uma subsecretaria específica, também, foi instalado no município o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam).

Educação e cultura – Além de instituir o Plano Municipal de Cultura, a Prefeitura de Campos reabriu o Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho e o Museu Histórico de Campos. Com a vacinação contra a Covid-19 estendida aos profissionais do Ensino Fundamental, foi possível retomar as aulas presenciais, em regime de ensino híbrido seguro. No início do ano letivo, foi criado o Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) em parceria com universidades e órgãos municipais. O programa fornece conteúdo e incentiva o uso de tecnologias.

– Para os novos investimentos que estamos fazendo, também têm sido fundamentais as parcerias, o dinheiro novo que veio através de emendas parlamentares e parcerias com o governo do estado e do Programa Amigo da Cidade. Nestes momentos de dificuldade, a união de esforços tem feito a diferença e possibilitado melhorias em prédios públicos e, consequentemente, contribuído para a retomada do atendimento à população – complementa o prefeito.

O vice-prefeito, Frederico Paes, falou sobre o cenário quando, junto com o prefeito, assumiu a Prefeitura de Campos e das ações para reverter o cenário. “Graças ao perfil do prefeito Wladimir de dialogar com governos, deputados, vereadores, a sociedade, estamos vencendo as dificuldades, atraindo recursos e parcerias, o que está permitindo pagar em dia os salários do servidor, inclusive os atrasados. Enfrentamos uma pandemia de Covid abrindo leitos, lutando por vacinas e imunizando a população. Em seis meses, reabrimos três unidades de saúde garantindo atenção básica à população e já estamos preparando a 4ª unidade para funcionar”.

– Na agricultura, recuperamos mais de 100 quilômetros de estradas, conseguimos empenho de R$ 2,9 milhões de emendas federais este ano, mais de 20 vezes o valor gasto pela prefeitura em 2020, que foi de apenas R$ 200 mil. Estamos fazendo gestão com austeridade, mas também criatividade, sensibilidade para por a casa em ordem, mas também para garantir serviços à população – destaca Frederico Paes.

Trabalho e Desafios – Para o prefeito Wladimir Garotinho e sua equipe, foram 180 dias de muito trabalho e desafios. Ele afirma que, das cinco metas que estabeleceu para seu primeiro ano de governo, quatro já foram cumpridas: pagar os salários dos servidores em dia, inclusive, os pagamentos atrasados deixados pela gestão passada; a reabertura do Restaurante Popular, que atualmente fornece 1,5 mil refeições/dia; a volta do transporte alternativo; e a retomada da obra do Shopping Popular Michel Haddad. “A quinta meta, que é a retomada da obra do Parque Saraiva, no distrito de Goitacazes, ainda estamos trabalhando para alcançar. Queremos olhar para frente e chegar ao final do mandato com a certeza de ter melhorado a qualidade de vida da população”, afirmou.

No apoio ao homem do campo, recuperou mais de 110 quilômetros de estradas vicinais, através do Programa Estradas do Produtor; preparou 800 hectares de terra para o plantio de várias culturas e atendeu cerca de 1.550 produtores rurais. Serviços para facilitar o acesso da população estão sendo criados, como o 0800 da Secretaria de Fazenda, além dos novos mecanismos de desburocratização, que também vêm sendo adotados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo em parceria com a Jucerja. Só este ano, a secretaria realizou mais de 11 mil atendimentos. Em breve, em parceria com o Governo do Estado, Campos receberá um núcleo do Sine e a Casa do Trabalhador. Um convênio firmado entre o Fundecam e a AgeRio possibilitou aos empreendedores mais acesso a crédito.

Fonte: Prefeitura de Campos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *