Secretaria Municipal de Saúde reforça para a importância da vacina contra o sarampo

Diante do alerta da Secretaria de Estado de Saúde para a circulação viral do sarampo no estado do Rio, a partir da confirmação de um caso em um bebê de 9 meses no último dia 22 de novembro, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (Subpav), reforça para a importância da vacina contra a doença. Segundo nota técnica emitida pelo Estado, o bebê reside na cidade do Rio de Janeiro e não teve contato com caso suspeito ou história de viagem.

O subsecretário da Subpav, Charbell Kury, ressaltou que o município continua vacinado com a tríplice viral, que protege contra o sarampo, caxumba e rubéola. A vacina é oferecida em duas doses, sendo a dose zero em crianças com 6 meses de idade e a dose de reforço aos 11 meses e 29 dias.

“A vacina é o único meio de impedir a disseminação da doença, que pode apresentar complicações e óbitos”, explicou o médico. Entre os meses janeiro e novembro deste ano, Campos aplicou 10.272 doses da tríplice viral.

A nota do Estado orienta às secretarias de Saúde a manter em alerta os serviços de Vigilâncias Epidemiológicas e comunicar aos profissionais de saúde das redes pública e privada sobre a notificação e investigação de casos suspeitos de sarampo. Pede ainda que sejam considerados casos suspeitos aqueles que apresentarem febre, exantema (erupção geralmente avermelhada que aparece na pele), tosse, coriza e conjuntivite, independente da situação vacinal.

Subcom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.