Secretaria de Saúde de Campos descarta caso de meningite em criança de 3 anos - Tribuna NF

Secretaria de Saúde de Campos descarta caso de meningite em criança de 3 anos

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Campos informa que foi descartada a hipótese de infecção por meningite da criança de 3 anos, após realização de novos exames laboratoriais complementares em busca do agente etiológico do quadro infeccioso que a levou a internação. Com os resultados negativos, somados às ações da Vigilância Epidemiológica, a secretaria encerrou a investigação do caso juntamente com o Secretaria de Estado de Saúde do Rio de janeiro (SES/RJ).

Ao dar entrada no Hospital Ferreira Machado (HFM), a criança apresentava uma sepse e, devido às manifestações clínicas, foi formulada a suspeita de meningite meningocócica, onde foi iniciado o tratamento específico para a doença. Durante a internação, com a evolução do quadro clínico e a realização de exames complementares, foi identificado que o foco inicial da infecção não era em sistema nervoso central, o que exclui o diagnóstico de meningite meningocócica.

A criança tem um quadro de sepse causada por uma bactéria que não é comumente causadora de meningite, já tendo sido isolado outro foco infeccioso para a criança. Ela segue internada em leito de enfermaria da Clínica Médica para tratamento com antimicrobianos e estamos avaliando a evolução diária da antibioticoterapia. O quadro não apresenta risco de transmissão para terceiros, logo não é necessária nenhuma medida de contenção para quem teve contato com a criança.

O município contabilizou, de janeiro até dia 24 de outubro, 33 casos confirmados de meningites, sendo que quatro evoluíram para óbito. Há ainda quatro casos em investigação.

A Secretaria de Saúde alerta para os sintomas clássicos da meningite, como febre alta, rigidez na nuca, mal-estar, fraqueza e vômitos. Caso sejam identificados é de extrema importância procurar uma unidade de saúde mais próxima.

Desde que foi observado o aumento do número de casos de meningite, a secretaria emitiu alerta aos hospitais e unidades de pronto atendimento, como UPA e UPHs, para identificação de casos com diagnóstico similar ao da meningite, que são notificados ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde—CIEVS e Vigilância Epidemiológica, para monitoramento e medidas cabíveis.

A vacinação é a forma mais eficaz de evitar infecção por meningites e outras doenças imunopreveníveis e, por isso, é tão importante a adesão da população. Todas as vacinas do Programa Nacional de Imunizações (PNI) estão disponíveis em mais de 30 salas de imunização que funcionam de segunda a sexta-feira; vacinação noturna na sede da Secretaria Municipal de Saúde; e aos finais de semana também na sede da Secretaria Municipal de Saúde e Clínica da Criança.

Ascom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *