São Francisco de Itabapoana adere ao Cidennf

Mais um município aderiu ao Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Norte e Noroeste Fluminense (Cidennf). São Francisco de Itabapoana teve entrada oficial em reunião com demais municípios integrantes, nesta terça-feira (23), no Centro Administrativo José Alves de Azevedo, sede da prefeitura de Campos. A adesão oficial ocorreu em sessão extraordinária, em sequência à reunião ordinária dos municípios já integrantes do consórcio.

— É mais um passo que o Cidennf dá ao receber um município da grandeza de São Francisco. É uma mostra de força e de que nós estamos olhando um novo caminho, um caminho de união e desenvolvimento para a região. Se os municípios tivessem pensado ações como o consórcio no passado, talvez, estivéssemos vivendo um outro momento, melhor do que o que estamos agora — ressaltou o prefeito de Campos e presidente do Consórcio, Rafael Diniz.

O vice-prefeito de São Francisco, Cláudio Henriques, reforçou a importância da união dos municípios da região para o desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminenses. Também participaram da reunião, o prefeito de Conceição de Macabu, Cláudio Linhares; o prefeito de Cardoso Moreira, Gilson Nunes; o prefeito de São Fidélis, Amarildo Alcântara e o vice-prefeito de Quissamã, Marcelo Batista.

– É uma satisfação para São Francisco fazer parte do Consórcio. Nosso grande produto é a agricultura. Praticamente toda a terra do município é aproveitada para a agricultura. O Consórcio é a oportunidade de os municípios somarem forças por temas de diversas áreas como a agricultura, os royalties. Temas que ora são mais significativos para um, ora para outro, mas sempre muito significativos para a região como um todo – comentou o vice-prefeito de São Francisco, Cláudio Henriques, que representou a prefeita, Francimara Lemos.

Reunião ordinária — Entre os temas abordados pela reunião ordinária do Conselho esteve a eleição do Conselho Fiscal e a deliberação sobre a entrada de novos entes. Projetos executados pelo Cidennf também foram debatidos, como o Patrulha Mecanizada, que consiste em aquisições por contrato de repasse federal de conjunto de equipamentos e implementos para atender demandas da agricultura e inscrição de projeto no Programa Nacional de Iluminação Pública Eficiente (Procel Reluz).

SupCom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *