Rio: dono de empresa que construirá autódromo ajudou a fazer licitação

O presidente da empresa que vai construir e também administrar o autódromo de Deodoro, no Rio de Janeiro, José Antonio Soares Pereira Júnior, é sócio na empresa responsável por fazer os estudos que lançaram a concorrência. As informações são do G1.

A Rio Motorpark foi a única concorrente da licitação. Segundo informações da Junta Comercial do Rio, o capital social da empresa é de R$ 100 mil, valor abaixo do mínimo exigido pelo edital, de R$ 69 milhões.

Procurada, a prefeitura da cidade informou que a licitação, aberta no dia 28 de janeiro, aconteceu de acordo com edital aprovado pelo Tribunal de Contas.

O Ministério Público Federal no Rio, no entanto, identificou indícios de direcionamento, pois, três semanas após o lançamento do edital, foram retirados da lista 34 itens que pediam comprovação da capacidade técnica da equipe a ser responsável pela construção do autódromo.

O MPF tentou suspender a licitação devido à falta de estudos de impacto ambiental, mas a concorrência foi realizada antes que a justiça pudesse analisar o pedido.

Em nota, a Rio Motorsports informou que não foi notificada de qualquer questionamento do MPF e, por isso, não poderá se pronunciar sobre o assunto. E garantiu que obedeceu as normas legais.

Fonte: Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *