25/06/2024
Campos

Reforma e ampliação do HFM aumentarão a qualidade no atendimento

O prefeito Wladimir Garotinho e o vice-prefeito Frederico Paes, acompanhados do secretário de Estado de Saúde, Doutor Luizinho, deram início à reforma e ampliação do Novo Pronto-Socorro do Hospital Ferreira Machado (HFM). Os investimentos possibilitarão em um grande aumento no volume e qualidade dos atendimentos realizados pela unidade hospitalar. O secretário de Estado de Habitação, Bruno Dauaire, e a primeira-dama de Campos Tassiana Oliveira participaram da cerimônia.

“Hoje estamos concretizando um grande projeto da nossa gestão, que é a obra de reforma, ampliação e modernização da fachada do Hospital Ferreira Machado. É uma obra grande, cuja importância é maior ainda. Concretizar esse projeto é garantir a melhoria da qualidade do atendimento da saúde para as nossas famílias”, disse o prefeito.

Doutor Luizinho informou que, com a reforma, o atendimento no hospital irá melhorar. “Essa obra é fundamental para organizar o pronto atendimento da cidade de Campos. O Governo do Estado ajudou e está reformando o Hospital Geral de Guarus (HGG), que está ficando uma situação espetacular, e queremos que o Ferreira Machado fique no mesmo nível. Já é uma outra realidade do hospital e temos certeza que o HFM, que é o maior Pronto-Socorro da Região Norte do nosso estado, vai salvar muito mais vida com essa reforma. A Prefeitura de Campos, a cidade e o prefeito Wladimir Garotinho podem contar com o apoio do Governo do Estado para continuarmos essa revolução na saúde”, explicou.

“Tudo que a gente constrói é olhando o presente e o futuro, mas infelizmente temos que olhar para trás. E aí prefeito, gostaria de dizer o seguinte: quando assumimos a cidade, a saúde estava literalmente destruída. Não tem como não falar sobre isso. O prefeito sempre fala: Frederico vamos olhar para frente. Vamos, mas tivemos que encarar no início do governo uma população sofrendo por falta de medicamentos, sofrendo porque os hospitais estavam abandonados. Infelizmente perdemos muito tempo para planejar e começar a construir o que foi destruído por outros. Quero agradecer aos deputados federais Christiano Áureo, Felício Laterça, Clarissa Garotinho e outros que se empenharam para conseguir essa emenda que vai proporcionar a realização desta obra. Também quero agradecer a Doutor Luizinho e ao governador Claudio Castro”, pontuou o vice-prefeito Frederico Paes.

O investimento será de R$ 15 milhões, com recursos oriundos de emendas parlamentares dos deputados Clarissa Garotinho (R$ 5.800 mil); Crhistino Áureo (R$ 3.800 mil); Vinícius Farah (R$ 2.300); Felício Laterça (R$ 1 milhão); Rosângela Gomes (R$ 800 mil); Hugo Leal (R$ 500 mil); Áureo Ribeiro (R$ 300 mil); senador Carlos Portinho (R$ 500 mil). Com valor estimado de R$ 15. 543.599,79 (quinze milhões, quinhentos e quarenta e três mil, quinhentos e noventa e nove reais e setenta e nove centavos), em um espaço aproximado de 1.800m2, as obras possuem prazo final de entrega para 18 meses, podendo ser entregue antes do prazo.

“Quando falamos da revitalização da fachada não se trata só da estética, mas sim, uma reforma necessária e urgente de um hospital que tem mais de 70 anos, e que já não atende mais as necessidades. Iremos fechar as varandas, climatizar, ampliar e criar novos leitos, modernizando de dentro para fora”, informou o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Arthur Borges.

Ao falar sobre a equipe do hospital, o subsecretário Marcus Gonçalves, demostra gratidão. “Temos mais de 1.700 funcionários atuando no HFM, atendendo todo tipo de urgência e emergência, fazendo esse hospital ser referência em atendimento por trauma. Essa obra só trará ainda mais qualidade no atendimento e dignidade para pacientes e nossos funcionários. Estou muito feliz e emocionado por poder fazer parte dessa nova história através do governo de Wladimir Garotinho”, frisou.

“É muito importante ter na nossa rede de assistência medica, um hospital tão importante como é o Ferreira Machado. Esse recurso irá melhorar todo atendimento à população, seja ela através da atenção básica, de média ou alta complexidade”, reforçou o deputado Christino Áureo.

O trabalho não para

Ainda durante a cerimônia, o prefeito anunciou, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, recurso para construir a Clínica de Hemodiálise e parceria para melhorias do Hospital Veterinário da UENF (Universidade Estadual do Norte Fluminense). “A abertura da nova clínica de atendimento aos pacientes que fazem hemodiálise receberá verba até o fim deste mês para início das obras. Já a Clínica do Adulto, que será na UPH da Saldanha Marinho, já será oficializada nas próximas semanas, além das reformas de estruturação e revitalização realizadas simultaneamente nas unidades pré-hospitalares que já vem acontecendo ao decorrer de seu governo.

Também participaram do evento o superintendente Administrativo do HFM, Gilberto Nunes; o secretário de Saúde de São Fidelis, Janine Palagar; o secretário de Saúde de São Francisco de Itabapoana, Sebastião Campista; Marta Henriques, do Grupo Imne, e Cristiano Berenger, do Cidennf (Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense), além dos vereadores Bruno Pezão, Marcos Elias, Cassiano Tavares, Juninho Virgílio, Silvinho Martins, Paulo Arantes, Edson Batista, Marcione da Farmácia, Nildo Cardoso e Abdu Neme.

HISTÓRIA – Fundado em 1952, o Hospital Ferreira Machado (HFM) chamava-se Sanatório Ferreira Machado, criado especialmente para tratar de pacientes portadores de tuberculose, recebendo esse nome em homenagem a Manoel Ferreira Machado, que realizou grandes feitos aos mais necessitados.

O HFM era considerado a maior obra de assistência a pessoas com tuberculose de Campos, com capacidade para mais de 300 leitos. Em 1987 teve início a construção do Pronto Socorro “Adão Pereira Nunes”, anexo ao prédio do hospital. Em 1991, com inauguração do Hospital Geral Ferreira Machado e do Pronto-Socorro, o hospital passou a se dedicar ao atendimento de emergência, tornando-se referência neste tipo de atendimento em todo o Norte Fluminense e parte das Regiões Noroeste e Lagos.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *