Procurador-geral de Justiça do RJ anuncia força-tarefa para investigar a morte de Marielle e Anderson

O procurador-geral de Justiça do Rio, Luciano Mattos, anunciou em coletiva nesta quinta-feira (4) a criação de uma força-tarefa para investigar a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes.

O caso completa três anos no próximo dia 14 de março, mas ainda não se sabe quem mandou matar a vereadora nem por quê. Um ano após o crime, os homens apontados como autores do atentado foram presos: o PM reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Elcio de Queiroz.

A investigação no Ministério Público ficará por conta de Simone Sibilio e Letícia Emile, que já investigavam o atentado no Grupo de Atuação Especializada e Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

“Devido a algumas peculiaridades do caso, com diversos procedimentos relacionados à investigação dos mandantes, vamos publicar nos próximos dias uma força-tarefa”, explicou o procurador-geral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *