24/05/2024
Campos

Prefeitura de Campos realiza desobstrução de galerias pluviais para evitar alagamentos na Pelinca

O descarte indevido de papéis e embalagens de alimentos nas ruas, além de colocação de areia e entulhos de obras na sarjeta, ocorre carreamento desses materiais para dentro das bocas de lobo e ralo

Para pôr fim aos alagamentos em trechos da Avenida Pelinca e outras ruas do bairro de mesmo nome, a Prefeitura de Campos, por meio da Secretaria de Obras e Infraestrutura, realizou obras de dragagem do Canal do Queimado e segue com o trabalho de desobstrução de galerias pluviais do bairro. As águas pluviais (das chuvas) das galerias do bairro Pelinca deságuam no Canal do Queimado que estava há anos sem manutenção. Os serviços realizados agora vão proporcionar o escoamento das águas com maior celeridade.

O secretário de Obras e Infraestrutura, Fábio Ribeiro, informa que devido ao descarte indevido de papéis e pequenas embalagens de alimentos nas ruas, bem como a colocação de areia e entulhos de obras junto da sarjeta, ocorre o carreamento desses materiais para dentro das bocas de lobo e ralos das caixas coletoras de água das chuvas e provoca o assoreamento das galerias que obstroem a passagem das águas causando alagamentos.

“Estamos em andamento com a programação de equacionar os problemas nas áreas críticas de alagamentos por ocasião de fortes chuvas ou de chuvas moderadas, porém prolongadas. Realizamos a dragagem de manutenção do Canal do Queimado e na sequência estamos atuando na desobstrução e obras de reparos nos trechos com obstrução de galerias na Avenida Pelinca e ruas adjacentes do bairro Pelinca. Nosso objetivo é pelo menos minimizar os transtornos causados aos motoristas e principalmente aos pedestres que, por ocasião das chuvas em alguns trechos das ruas, precisam contornar os pontos com alagamentos”, declarou o secretário.

Fábio Ribeiro acrescenta que para a realização da desobstrução e dos reparos é necessário que operários adentrem dentro dos poços de visita e caixas de coleta das águas no subsolo. “Para realização dos reparos é necessário que utilizemos máquinas e caminhões de apoio para transporte de materiais e ferramentas e, por isso, há a necessidade de interditarmos parcialmente a pista com sinalização de cones para a execução dos trabalhos. Sendo assim, pedimos a compreensão e colaboração dos motoristas para dirigir com cautela e paciência nestes trechos com homens trabalhando para o bem de todos”, finaliza Fábio Ribeiro.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *