Prefeitura de Campos faz “varredura” em Travessão para combate ao mosquito Aedes aegypti - Tribuna NF

Prefeitura de Campos faz “varredura” em Travessão para combate ao mosquito Aedes aegypti

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Com o olhar sempre voltado à saúde da população, a Prefeitura lançou nesta quinta-feira (09), no distrito de Travessão, a campanha “Dengue Aqui Não”, com realização do primeiro grande mutirão do ano, de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A ação, que contou com a união de várias secretarias e departamentos, foi encabeçada pela Secretaria de Saúde e pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), com objetivo de conscientizar a população, identificar e eliminar possíveis criadouros do mosquito.

A ação mobilizou cerca de 300 servidores, entre Agentes de Combate às Endemias do CCZ, gestores e colaboradores. Um drone – mais uma ferramenta de combate ao mosquito – foi utilizado para o georreferenciamento (mapeamento) das caixas de água sem tela e, também, para vistoriar áreas de difícil acesso.

O secretário de Saúde, Paulo Hirano, acompanhou as ações de perto, assim como o diretor do CCZ, Carlos Morales, além do subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (Subpav), Rodrigo Carneiro. De acordo com Paulo Hirano, o objetivo da união de forças foi de alertar às pessoas para que cuidem de seus quintais e ajudem no combate ao mosquito, uma das preocupações e recomendações do prefeito Wladimir Garotinho na área de Saúde.

“Vamos fazer uma varredura em Travessão. Só temos dengue, porque temos o mosquito transmissor. Sabemos que 80% dos focos estão dentro das casas”, afirmou Paulo Hirano, que parabenizou a todos os envolvidos na mobilização, em especial os Agentes de Combate às Endemias.

O diretor do CCZ, Carlos Morales, ressaltou a importância da ação educativa. “A responsabilidade de combater a dengue, zika e chikungunya é de todos nós. O combate ao mosquito precisa ser diário, já que eliminando os focos, você protege toda a sua família”, afirmou Morales.

O subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (Subpav), infectologista Rodrigo Carneiro, chamou a atenção para o aumento do número de casos de dengue. “Entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano tivemos 225 casos confirmados, sendo 56 só na primeira semana de fevereiro. Nosso trabalho com esse grande mutirão é evitar uma epidemia da doença no município”, disse.

Também presentes na ação, o secretário de Governo, Ângelo Rafael; a secretária de Serviços Públicos e subsecretária de Limpeza, Parques e Jardins, Simone Ferreira Muniz; o subsecretário de Meio Ambiente, Renê Justen; o secretário de Comunicação Social, Sérgio Cunha; e representantes da Secretaria Municipal de Ordem Pública, do Departamento de Vigilância Sanitária (VISA) e da Guarda Civil Municipal.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *