22/05/2024
Campos

Prefeitura de Campos dá início às obras do Asfalto Novo em Guarus

Guarus com mais mobilidade. O prefeito Wladimir Garotinho deu início, na manhã desta segunda-feira (19), às obras de recapeamento asfáltico do Programa Asfalto Novo, com recurso 100% municipal. As primeiras vias a receber o novo asfalto são a Avenida Tancredo Neves, com a Avenida Professora Carmem Carneiro, e a Avenida Zuza Mota. Ao todo, 95 ruas vão ser recapeadas com o investimento municipal na ordem de R$ 60 milhões.

“Esse é um grande projeto de recapeamento das ruas de Guarus. A gente ia começar os trabalhos em janeiro, mas, em função do atraso na votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), estamos iniciando nesta segunda-feira. Teremos três equipes trabalhando, para que possamos fazer a obra de maneira mais célere, a fim de deixar Guarus com mais mobilidade, com o trânsito fluindo melhor, promovendo mais qualidade de vida para a população”, disse o prefeito sobre as obras que vão durar entre seis e oito meses.

De acordo com Wladimir, as obras serão divididas em três etapas para minimizar o impacto na circulação de veículos durante a execução dos serviços. “É importante a gente falar para os motoristas sempre ficarem atentos às vias que vão estar sendo interrompidas. A gente sempre anuncia, tanto na imprensa, quanto nas redes sociais quais são as vias. Não tem jeito, toda obra causa transtorno momentâneo, mas o que importa é o resultado final. Todas as avenidas que serão recapeadas também vão receber nova sinalização, então, vai ficar asfalto novo, sinalização nova, iluminação nova em led, tudo que o povo de Guarus precisa e merece”.

Entre os bairros contemplados pelas obras estão Jardim Carioca, Fundão, Parque São José, Parque Guarus, Parque Nova Campos, Parque Prazeres e Parque Novo Mundo, que vão somar cerca de 95 quilômetros de ruas recapeadas. O secretário de Obras e Infraestrutura, Fábio Ribeiro, informou que a pasta está se reunindo com representantes do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), da Guarda Civil Municipal e da Subsecretaria de Mobilidade Urbana, para planejar ações a fim de que o transtorno oriundo das obras seja o mínimo possível. “Se necessário, trabalharemos em horário noturno e aos sábados e domingos, tudo para minimizar o transtorno para a população”.

EBC*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *