20/06/2024
Campos

Prefeito Wladimir Garotinho visita UBS Pet e anuncia serviço de raio-x para a unidade

O prefeito Wladimir Garotinho visitou, nesta quarta-feira (3), a primeira Unidade Básica de Saúde (UBS) Pet do município para atendimento a cães e gatos de todos os portes. Inaugurada em 22 de dezembro, a unidade começou a funcionar na última terça-feira (2), superando a expectativa inicial de atendimento, que era de 50 animais/dia.

Ao percorrer as instalações da UBS, acompanhado do diretor do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Carlos Morales, e do responsável técnico e coordenador da unidade, o veterinário Marcelo Maeda, Wladimir anunciou que a UBS vai passar a contar com serviço de raio-x nas próximas semanas.

“Essa unidade foi mais uma conquista para Campos. Fiquei satisfeito com o que vi aqui. Tudo bem organizado e com uma equipe competente. Cuidar da saúde animal é cuidar da saúde do ser humano”, disse o prefeito, que cumprimentou os profissionais que atuam na UBS e as pessoas que aguardavam atendimento para seus animais.

Demonstrando amor pelos pets, Wladimir brincou e pegou no colo muitos deles, como um dos filhotes adotados pela protetora de animais Camila Lourenço da Silva Magalhães, de 34 anos. Camila, que já tem 15 gatos e seis cães, resgatou os filhotes na rua onde reside.

“Moro na Rua Dr. Beda e, na segunda-feira, encontrei os dois filhotes, um macho e uma fêmea, na porta de casa. Trouxe aqui, na UBS, para saber se eles estão bem”, contou ela, que aprovou o atendimento na UBS. Os filhotes, sem raça definida, foram atendidos pela veterinária Cristina Leite, que identificou uma lesão de pele em um deles. Camila ainda não decidiu qual nome dará aos animais.

Outro pet que atraiu a atenção do prefeito foi o Dogo Argentino, Draco, de 10 meses. Dono do animal, o motorista executivo Vitor Martins, 36 anos, disse que o cão é um ótimo companheiro, apesar da carinha de mal. Ele levou o animal à UBS por causa de uma alergia no pescoço.

Segundo Carlos Morales, a unidade está com três consultórios em funcionamento. Ele ressaltou que não se trata de um hospital ou clínica, mas de uma unidade de saúde que presta o primeiro atendimento clínico gratuito. “Os animais que chegam aqui em estado mais grave têm prioridade no atendimento. Se necessário, eles poderão ficar em observação no horário de funcionamento da unidade, que é das 8h às 17h”.

Morales disse, ainda, que o tutor precisa apresentar documento de identidade com foto, CPF e comprovante de residência para atendimento do pet. O responsável técnico e coordenador da unidade, veterinário Marcelo Maeda, explicou que o atendimento ocorre mediante a distribuição de senhas.

“Distribuímos inicialmente 50 senhas, mas esse número tem chegado a 90, devido ao grande movimento registrado diariamente”, afirmou, contando que a UBS funciona em um prédio do CCZ, situado à Rua Silvio Fontoura, no Parque João Maria, de segunda a sexta-feira.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *