Prefeito Wladimir Garotinho realiza mais uma entrega do Cartão Goitacá - Tribuna NF

Prefeito Wladimir Garotinho realiza mais uma entrega do Cartão Goitacá

A Prefeitura de Campos realizou nesta segunda-feira (19) mais uma entrega do Cartão Goitacá, desta vez a novos beneficiários. O evento de entrega aconteceu na Vila Olímpica Lulu Beda, no Jardim Carioca, e contou com a participação do prefeito Wladimir Garotinho, do secretário de Desenvolvimento Humano e Social, Rodrigo Carvalho, além da equipe técnica.

O Cartão Goitacá é um programa de transferência de renda no valor de R$ 200 destinado às pessoas que vivem em vulnerabilidade social. Com essa entrega, mais 834 famílias poderão realizar compras em supermercados credenciados. Ao todo, desde a sua criação em 2022, quase 14 mil famílias já foram beneficiadas com o programa.

Durante o evento, o prefeito Wladimir anunciou que os cartões entregues são referentes ao mês de junho e já estão carregados, ou seja, as pessoas já podem realizar as compras. Uma outra recarga, que será referente ao mês de julho, será feita no dia 01. O prefeito ainda estima que até o final do ano, o Cartão Goitacá atinja a marca de 20 mil famílias beneficiadas.

“É muito simbólico estar aqui entregando o benefício para as pessoas mais uma vez. Não é preciso passar fome para se colocar no lugar do outro. Se a gente, enquanto governo, pode oferecer esse benefício, a gente faz o melhor para que essas famílias sejam beneficiadas. Estamos entregando a possiblidade de colocar comida na mesa”, disse o prefeito.

Para a inserção no programa, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social utiliza a base de dados do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) para realizar a seleção dos beneficiários.

Segundo o secretário Rodrigo Carvalho, o programa é uma forma de garantir a segurança alimentar destas famílias. Ele reforça, assim como em outros eventos de entrega dos cartões, que o programa é destinado às famílias que realmente precisam. “A gente hoje está conseguindo atender quem mais precisa, através das equipes técnicas dos Cras. A função do poder público é essa: governar para o povo, mas principalmente para quem mais necessita. O Cartão Goitacá veio para a gente trabalhar na diminuição da desigualdade social e garantir a segurança alimentar dessas pessoas”, disse o secretário.

A dona de casa Michele Fidélis foi uma dessas pessoas que receberam o cartão nesta segunda feira. Grávida e mãe de mais cinco crianças, ela diz que o benefício veio em boa hora para a família. “Junto com o Bolsa Família, o Cartão Goitacá vai ajudar muito a gente neste momento. Com o dinheiro, a gente já vai poder comprar mais coisas no supermercado. Agradeço muito mesmo”, disse a beneficiária.

A Ivanete Rangel também foi uma das pessoas que recebeu o cartão. Segundo a dona de casa, o benefício vai ajudar bastante na alimentação das pessoas de sua família. “Está tudo muito mais caro hoje em dia. Com essa ajuda do benefício, já é um dinheiro a mais para fazer as compras, porque está muito difícil”, contou.

“O cartão chegou em ótima hora. Eu gostaria de agradecer muito ao apoio que eu tive do pessoal do Cras. Eu fui muito bem atendida e hoje estou aqui com o cartão nas mãos. Eu tenho certeza que vai ajudar muito a minha família”, ressaltou a beneficiária Cássia de Souza Machado.

Durante a entrega do Cartão Goitacá, as equipes do “Criança Feliz” apresentaram informações importantes sobre o programa aos beneficiários. A medida foi feita para que os beneficiários conheçam este novo programa e possam ser atendidos também por ele. O Criança Feliz tem como objetivo estimular o desenvolvimento infantil, atendendo crianças de zero a seis anos de idade, por meio de visitas domiciliares. Em Campos, 2.600 famílias serão atendidas.

O Cartão Goitacá e seus critérios para ser concedido

As famílias beneficiárias precisam ser referenciadas no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Os beneficiários devem estar, preferencialmente, em acompanhamento familiar pelo Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) ou Serviço de Proteção e Atendimento Especializado à Família e Indivíduos (PAEFI).

São priorizadas famílias numerosas, que tenham em sua composição, idosos e pessoas com deficiência sem fonte de renda e sustento; pessoas e famílias vítimas de calamidades e emergências; mulheres chefes de família e seus filhos, mulheres em situação de violência e jovens egressos dos acolhimentos institucionais.

Segundo a lei, a concessão do benefício deve ser reavaliada anualmente pela equipe técnica.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *