Prefeito Wladimir Garotinho acompanha desobstrução de ruas no Santa Rosa

Três ruas do bairro Santa Rosa foram desobstruídas na manhã deste sábado (24) numa ação conjunta entre as Secretarias de Defesa Civil e Serviços Públicos. O prefeito Wladimir Garotinho acompanhou a ação, que consiste na limpeza e na liberação das vias para que os moradores voltem a conseguir acessá-las. Ele pediu celeridade na manutenção da cisterna instalada no bairro, responsável pela drenagem das águas pluviais. A questão será tratada em reunião com a concessionária Águas do Paraíba, parceira da Defesa Civil no conserto das cisternas instaladas em diversos pontos do município.

“Nós passamos longos anos completamente desassistidos aqui. Bastava chover para que toda essa área virasse uma lagoa. As pessoas não conseguiam sair de suas casas e viviam um verdadeiro caos. Nos últimos anos não recebemos visita de ninguém do governo municipal, nem mesmo quando estávamos em apuros. Por isso, temos que reconhecer que o prefeito Wladimir se preocupa conosco e está empenhado em nos ajudar e em solucionar este nosso problema, que é bem antigo”, desabafou o morador Anderson Guedes.

O prefeito sinalizou a necessidade de assegurar o funcionamento da cisterna do Santa Rosa o quanto antes. “Precisamos agilizar esse reparo. A manutenção do trabalho realizado aqui nestas ruas depende disso”, disse Wladimir.

Antes da desobstrução das Ruas Soldado Salvador Rosa, Vinte e Seis de janeiro e H – serviço executado pela Secretaria de Serviços Públicos, através da empresa Vital, a Secretaria de Defesa Civil realizou a drenagem em toda a área. O local é um dos pontos de alagamento já identificados pela Secretaria como crônicos. O secretário de Defesa Civil, coronel Alcemir Pascoutto, acompanhou toda a ação e adiantou que a próxima etapa do trabalho consiste na prevenção.

“Passamos pelo período chuvoso e tivemos a oportunidade de conhecer os problemas já no início da gestão. Cientes das peculiaridades de cada um, sob a orientação do prefeito, vamos a partir de agora focar na prevenção. Aproveitar esse período, típico de estiagem, para adotar as medidas necessárias, de modo a evitar que os problemas voltem a acontecer. Este é, de fato, o principal papel da Defesa Civil”, explicou Pascoutto.

Subcom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *