Polícia Civil do RJ prende 51 em operação contra agressores de mulheres

A Polícia Civil do RJ iniciou nesta terça-feira (10) a Operação Gaia, contra agressores de mulheres. Agentes saíram para cumprir 85 mandados de prisão em todo o estado. Até a última atualização desta reportagem, 51 pessoas haviam sido presas.

Segundo a delegada Sandra Ornellas, que coordena a ação, um dos presos estava condenado pela morte da companheira, em 2012, e seguia foragido da Justiça.

“Ele era militar, teve um relacionamento extraconjugal e engravidou a moça. Ao saber da gravidez, ele marcou um encontro na Estação Estácio do metrô, já levando uma faca. Ele deu várias facadas, no tórax e no pescoço, e largou a bolsa dela em um matagal em Caxias. Na declaração à polícia, ele disse que deu ‘só duas facadas nela’, narrou.

“A grande importância da Lei do Feminicídio é mostrar que, embora os homens morram muito mais do que as mulheres, de formas violentas, as mulheres morrem em situações especiais — pelas mãos de pessoas íntimas, por parceiros de afeto. O feminicídio é o último momento de uma violência doméstica”, explicou a delegada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *