16/06/2024
Polícia

Polícia apreende passaporte de pai do bebê da gestante assassinada em Campos

A Delegada Natália Patrão, responsável pelas investigações do caso Letycia Peixoto, a gestante assassinada na última quinta-feira (02), usou as redes sociais no início da noite deste domingo (05) para atualizar sobre o caso. Segundo a delegada, o passaporte do pai do bebê foi apreendido.

“Estou sendo extremamente demandada e procurada pela imprensa e entendo, compreendo e imagino o quanto a sociedade está faminta por notícias e informações acerca da motivação e de todo mundo que participou desse crime. Nós continuamos com a investigação, e o que eu quero adiantar para vocês é que está envolvendo quebra tecnológicas de aplicativos atípicos. Estamos em plantão judiciário nos últimos dias e precisamos da manifestação do Ministério Público, da decisão do Poder Judiciário, do envio da decisão para essas operadoras e aplicativos…”

Ainda de acordo com a delegada, o homem preso neste último sábado (04) era o condutor da motocicleta.

“Estou vendo várias notícias que podem ser antecipação de culpa de responsabilidade, conforme disse, precisamos dessas respostas dos aplicativos e operadoras. Então não se antecipem. Precisamos de tempo para materializar e formalizar todas essas provas. A junção dessas provas nos farão concluir plenamente a autoria não só do mandante, bem como do executor, bem como das pessoas, que de forma aleatória colaboraram de alguma forma para a consumação da empreitada criminosa”

Natália ainda afirmou que a investigação está em um bom caminho, numa linha de sucesso e adiantada.

“Mais diligências externas foram realizadas hoje (06), mais testemunhas foram ouvidas e mais provas foram produzidas. A respeito da motivação, ela segue caminhando no sentido de ser passional. Acerca da apreensão do passaporte do pai do bebê que estava no ventre da vítima, isso mesmo aconteceu, eu representei pelo recolhimento do passaporte do pai, como uma forma de resguardar ao final do processo, eventualmente, até o final das investigações, porque a gente não sabe como tudo será concluído, para resguardar a aplicação da lei penal, como medida cautelar de prevenção”

Uma coletiva de imprensa deverá ser realizada nesta segunda-feira (06) para mais esclarecimentos sobre o caso Letycia Peixoto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *