24/06/2024
Polícia

PF prende três em operação contra chefes do tráfico que atuam em Campos

Residência de um dos alvos, em condomínio de luxo na Barra da Tijuca/RJ. — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Agentes da Polícia Federal prenderam três pessoas durante uma operação, na manhã desta segunda-feira (14), contra chefes do tráfico de drogas que atuam em Campos dos Goytacazes.

Os três mandados de prisão preventivas foram cumpridos. A Operação Trovão com o apoio do Ministério Público Estadual (MPRJ) também visa cumprir sete mandados de busca e apreensão.

Os mandados foram cumpridos em bairros de Campos e na capital fluminense. Foram presos Carlos Eduardo Barbosa (Tikinho) e Claudio Cezar Nascimento Neto (Neto), em Campos e Amarildo Pereira dos Prazeres (Tupã), no Rio.

Foram apreendidos celulares, dinheiro, documentos, dez cartões bancários, um relógio, três) chips, um bracelete dourado, um cordão , diversos comprovantes bancários e frascos plásticos com tampa.

De acordo com as investigações, os criminosos utilizavam empresas e “laranjas” para ocultar patrimônio de cerca de R$ 10 milhões da organização criminosa.

O nome da operação, “Trovão”, faz alusão ao codinome da principal liderança da organização criminosa, tido pelos órgãos de inteligência policial como um dos principais traficantes do norte fluminense.

De acordo com o MP, o grupo montou esquema de ocultação de bens e lavagem de capitais, vindo do tráfico de drogas em Campos, através de sociedades empresariais em nomes de terceiros, mas que, efetivamente, pertencem aos denunciados Amarildo e sua companheira e braço-direito na administração dos negócios da organização criminosa.

Segundo o MP, Amarildo possui uma extensa ficha criminal, com anotações por tráfico de drogas e homicídio, além de ser notoriamente conhecido como uma das lideranças de uma facção criminosa de Campos, com atuação na comunidade Baleeira.

A investigação foi iniciada a partir da apreensão de R$ 66.113,00 que estava com Claudio, quando tentava depositar o valor em uma agência bancária na Pelinca, em Campos. Com ele também foi apreendido um celular, do qual, com autorização judicial, foram extraídos dados de relevância, revelando seu envolvimento com o tráfico de drogas, informou o Ministério Público.

“Com o avançar das investigações, foi possível descortinar a existência de associação criminosa voltada para a prática do crime de tráfico de drogas e lavagem de capitais auferidos com tal atividade criminosa, com o envolvimento de todos os denunciados. A lavagem de dinheiro incluiu a aquisição de diversos imóveis e abertura de estabelecimentos comerciais, todos de propriedade do casal Amarildo Pereira dos Prazeres e a companheira”, diz a nota divulgada pelo MP.

Os envolvidos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal em Campos.

Fonte: PF e MPRJ

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *