PF prende sete suspeitos de desviar FGTS e PIS de contas da Caixa; prejuízo chega a R$ 2 milhões

A Polícia Federal (PF) de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, prendeu nesta quinta-feira (21) sete suspeitos de desviar, da Caixa Econômica Federal, quantias do FGTS e cotas do PIS de trabalhadores. O prejuízo chega a R$ 2 milhões.

Entre os presos da Operação Abono está um funcionário da Caixa, suspeito de auxiliar nos golpes. Uma oitava pessoa foi presa em flagrante por falsificação.

Segundo as investigações, a quadrilha utilizava uma rede de falsificadores para realizar os saques fraudulentos na Caixa.

Na residência de um dos fraudadores foram encontrados diversos documentos falsificados e suportes originais de documentos, além de material utilizado para a forja.

A 2ª Vara Federal de Niterói expediu oito mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão.

Ao longo de toda a investigação 23 pessoas foram indiciadas, além de outras quatro prisões em flagrante e duas prisões preventivas.

Os investigados vão responder por estelionato qualificado, organização criminosa, peculato, crimes contra o sistema financeiro e lavagem de capitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: