PF prende idoso por fraudes contra o INSS; prejuízo é de meio milhão

A Polícia Federal prendeu, na tarde de quinta-feira (19), em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, um homem que recebia, irregularmente, pensões por morte e benefícios assistenciais ao idoso.

O prejuízo é da ordem de R$ 500 mil. O suspeito das fraudes é um homem de 60 anos. O nome não foi divulgado pela PF.

A investigação descobriu irregularidades na concessão de 30 benefícios do INSS. O mandado de prisão da 4ª Vara Federal de São João de Meriti determinou, além da prisão, a suspensão dos pagamento.

A investigação teve início em 2020 e aponta que o preso usava documentos falsos para dar entrada em benefícios do INSS.

Os policiais federais apreenderam diversos documentos de identidade, CPFs, certidões de óbito e de nascimento, cartões magnéticos, impressoras, chips, celulares, notebook, pendrives, scanner e outros instrumentos que serviam à falsificação.

A PF batizou a operação de Mística, numa referência à personagem do universo de quadrinhos X-Men que se tornou mestre em criar novas identidades para enganar as pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.