PF desarticula esquema que teria desviado R$ 3,7 milhões na UFF de Niterói

Na manhã desta quinta-feira (17/2), a Polícia Federal deflagrou a Operação Quadro Negro, com objetivo de desarticular organização criminosa envolvida em desvio de verbas destinadas à educação pública na Universidade Federal Fluminense – UFF.

Na ação de hoje, cerca de 20 policiais federais cumpriram 4 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal de Niterói, sendo dois em Niterói e dois na cidade do Rio de Janeiro.

A investigação, iniciada em 2015, identificou desvio de verbas na ordem de R$ 3,7 milhões em contratações emergenciais e ordinárias entre a UFF e uma grande empresa de terceirização de mão de obra, no período de 2011 a 2015.

A fraude ocorria na contratação da empresa, e a cada pagamento pela execução do contrato eram feitos pagamentos a um instituto ou uma empresa de consultoria de propriedade e controle de um professor e servidor da UFF, que utilizava um contrato de prestação de serviço fictício de consultoria para justificar os recebimentos.

Parte dos pagamentos recebidos pelo servidor através de seu instituto e sua empresa de consultoria eram, então, repassados a um outro servidor da UFF, diretamente ou por meio de seus familiares. Esse servidor – beneficiário final do desvio de verba – era o responsável pelos trâmites relacionados à abertura do processo de escolha da empresa (licitação ou contratação emergencial), sua seleção e posterior execução do contrato administrativo, incluindo sua fiscalização, ao longo de vários anos.

A operação busca ainda identificar se os desvios de verba destinados à educação pública federal continuaram após o ano de 2015. São investigados crimes de licitação, peculato (desvio de verba), organização criminosa e lavagem de dinheiro.

AscomPF*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.