Pagamento dos servidores de Campos: dirigentes do setor produtivo comemoram

O crescimento vegetativo da folha de pagamento da Prefeitura, mais o pagamento de passivos trabalhistas de outras gestões, resultou na folha de pagamento com valor recorde de R$ 107 milhões para os servidores nesta terça-feira (07). O setor produtivo analisa que a injeção dos recursos, por meio do pagamento dos servidores, oxigena a economia do município por ocasião do Dia dos Namorados.

Dirigentes de entidades do setor produtivo analisam a importância da injeção de recursos de alta monta no momento de recuperação da economia, que sofreu forte retração devido ao período prolongado da Pandemia da Covid-19. Eles são unânimes em afirmar que R$ 107 milhões são importantes para oxigenar a economia, manter empregos e gerar divisas para o município por meio do pagamento de impostos, que é revertido em benefícios para a população. Considerada principal porta de entrada dos recursos que circulam no município, o comércio comemora a injeção do recurso.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos (CDL), Edvar Chagas, considera que esse valor de recursos chega em boa hora, por conta da data comemorativa que, em Campos, se posiciona como a segunda data mais importante para o comércio, depois do Natal.

“Estávamos esperando pela chegada desses recursos, porque é volume considerável muito importante para o comércio e para a economia do município como um todo. Na semana dos namorados, não só os namorados se presenteiam, mas as pessoas casadas são presenteadas, porque existe a troca de presentes entre elas também. E esses recursos casam bem com a nossa economia”, comemora Edvar Chagas.

Para o presidente da Associação dos Comerciantes e Amigos da Rua João Pessoa (Carjopa), Expedito Coleto, todo recurso que circula na cidade é importante para todos. “A entrada de R$ 107 milhões na economia é muito importante, porque contribui para ajudar o comércio a respirar depois de um período prolongado de dificuldades causadas pela pandemia. O comerciante está precisando respirar aliviado e esses recursos que chegam de uma só vez vai circular pela cidade e mover a economia. Temos buscado implementar ações para revitalizar o comércio e, além dos recursos que mensalmente é injetado com o pagamento dos servidores da Prefeitura, contamos também com outras medidas, como a reestruturação de um ponto de ônibus na Avenida 7 de Setembro e eventos de happy hour, por exemplo, para movimentar o comércio”, sugere Expedito Coleto.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (ACIC), Leonardo Abreu, também celebra o vultoso volume de recursos que circulará na economia do município. “É com satisfação que recebemos esta notícia do acerto da folha de pagamento e os passivos de gestões anteriores. São mais de 100 milhões que circularão na economia do nosso município, onde muitas pessoas poderão quitar os seus débitos e, outras pessoas, amenizando seus problemas financeiros. Isso causa um reflexo positivo para o comércio, que ainda depende muito dos salários dos servidores”, opina Leonardo Abreu.

No início da atual gestão, no ano de 2021, a Prefeitura tinha folha de pagamento na casa dos R$ 80 milhões/mês. Após colocar em dia os salários atrasados, iniciou o pagamento de direitos em atraso desde gestões anteriores.

Fonte: Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.