Novo sistema de bilhetagem terá transparência e maior controle do município

“A implantação do novo sistema de bilhetagem no município é um dos itens necessários para mudar o transporte de Campos e melhor atender a população”. A afirmação é do presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Nelson Godá, durante a audiência pública nesta segunda-feira (06), na Câmara de Vereadores, quando foi debatido o projeto de lei que institui o novo sistema de bilhetagem eletrônica do serviço de transporte público do município.

A segunda audiência pública das concessionárias Planície, União e Rogil para apresentação dos relatórios dos exercícios de 2021, 2020, 2019, 2018 e 2017 que evidenciam a eficiência e a qualidade dos serviços prestados à população, precisou ser adiada para próxima segunda-feira (13), às 9h, já que as empresas não foram notificadas pela presidência da Câmara.

De acordo com Nelson Godá, a bilhetagem eletrônica vai permitir o pagamento das integrações previstas com a implantação das estações para permissionários e concessionárias após licitação. “O sistema é uma realidade em várias cidades do país, inclusive na cidade do Rio de Janeiro. Com isso, a Prefeitura de Campos vai usar a tecnologia a favor da eficiência do serviço e do interesse público”, disse.

Para o presidente do IMTT, é necessário romper a relação prejudicial de transparência. “Por isso que o novo sistema terá controle do município para que os pagamentos dos subsídios às concessionárias de ônibus e permissionários ocorram conforme a quantidade de passageiros transportados. Atualmente, ainda temos titulares que não operam com o atual sistema de bilhetagem”, ressaltou Nelson Godá, esclarecendo que o que está sendo implantado em Campos ocorreu no estado do Rio de Janeiro, quando o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Defensoria Pública postularam que o estado realizasse o devido procedimento licitatório para delegação do serviço de bilhetagem dos transportes intermunicipais.

Segundo Nelson, o projeto de lei sendo aprovado na Câmara, o IMTT vai preparar a documentação técnica para a licitação do sistema de bilhetagem eletrônica do município, que deverá passar por diálogos com a Casa de Leis, a sociedade civil organizada, empresários, permissionários e usuários do sistema, em busca de um serviço moderno, digital, seguro, e que garante o direito de ir e vir da população campista.

Fonte: Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.