14/07/2024
Campos

Museu Histórico receberá noite de autógrafos do livro “Pedofilia na Igreja” hoje

O jornalista Giampaolo Morgado Braga, nascido em Campos, realizará nesta sexta-feira (18), às 18h, no Museu Histórico, noite de autógrafos do livro “Pedofilia na Igreja – um dossiê inédito sobre casos de abuso sexual envolvendo padres católicos”, lançado recentemente pela Editora Máquina de Livros. Giampaolo divide a autoria da obra com o também jornalista Fábio Gusmão. O evento será aberto ao público e conta com o apoio da Prefeitura, por intermédio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL).

Num trabalho inédito de reportagem, “Pedofilia na Igreja” revela, em suas 256 páginas, um quadro não menos dramático no país e joga luz sobre os abusadores de crianças e suas redes de proteção. Ao longo de três anos, Fábio Gusmão e Giampaolo Morgado Braga, experientes e premiados jornalistas, pesquisaram mais de 25 mil páginas de documentos em tribunais, ministérios públicos, inquéritos policiais, dossiês, relatórios e bases de dados internacionais. Também ouviram vítimas e seus parentes, promotores, integrantes do clero, advogados, policiais, jornalistas, psicólogos que atendem vítimas e abusadores, e um padre condenado pelo crime.

“Deixei Campos em 1990. Mais tarde, me formei em Jornalismo, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e comecei a trabalhar nos jornais O Globo e Extra. Será uma alegria voltar ao meu município, lançando minha obra no Solar do Visconde de Araruama, prédio de grande importância histórica para os campistas”, comenta Giampaolo Morgado Braga.

Na noite desta sexta-feira, Giampaolo poderá dividir, com seus conterrâneos, o orgulho de ver sua obra, lançada no dia 15 de junho, ganhar projeção nacional e internacional, com reportagens publicadas em veículos dos Estados Unidos e Espanha. “Queremos, por meio do livro, tocar as vítimas para que se encorajam a denunciar esses crimes e que seus abusadores sejam punidos. No trabalho de pesquisa, Fábio e eu percebemos o quanto um abuso sexual pode prejudicar o resto da vida de uma pessoa”, completa o escritor.

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *