Justiça do RJ aceita denúncia e Glaidson vira réu por homicídio

A Justiça do RJ aceitou denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) contra Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó das Bitcoins, por homicídio.

Agora réu, Glaidson é acusado de ser responsável pela morte do investidor em criptomoedas Wesley Pessano, em julho de 2021 em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos Fluminense.

A decisão da 2ª Vara Criminal da Comarca de São Pedro da Aldeia não apresenta detalhes já que o processo corre em segredo de Justiça.

Assassinato tinha objetivo de ‘eliminar concorrência’

Segundo a investigação, Glaidson seria o mandante do crime que, motivado por interesses econômicos montou uma organização criminosa para eliminar seus concorrentes no mercado de captação de clientes para investimentos em criptoativos.

Ele está preso desde agosto, acusado de chefiar um esquema ilegal de investimento em criptomoedas.

Glaidson dos Santos também é réu pela tentativa de homicídio contra Nilson Alves da Silva, o Nilsinho, em 20 de março deste ano, em Cabo Frio, também na Região dos Lagos. Nilsinho sobreviveu ao atentado.

G1*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.