Juiz determina retirada de pesquisa fake divulgada por cabos eleitorais de Caio Vianna; a multa é de R$ 50 mil

O juiz eleitoral Glicério de Angiolis Gaudard, da 76ª Zona Eleitoral, determinou a retirada de pesquisa falsa divulgada nas redes sociais por cabos eleitorais do candidato Caio Vianna (PDT), sob pena de multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento. Entre os réus está a madrasta de Caio Vianna, Edilene Silva.

Além de Edilene, também deverão retirar a pesquisa fake o notório Marcos Soares, além de Luiz Grain e Pablo Lobo.

O pedido foi feito pela coligação Um Governo de Verdade.

Outra pesquisa que está na mira da justiça é a do Paraná Pesquisas.

Confira a decisão:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *