Gripe: Índice baixo de vacinados deixa secretaria em alerta - Tribuna NF

Gripe: Índice baixo de vacinados deixa secretaria em alerta

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) segue em alerta quanto ao índice bem aquém de pessoas imunizadas contra o vírus da Influenza (gripe). Na segunda-feira (8), a pasta liberou a vacinação para toda a população a partir de 6 meses de vida.

Em Campos, desde o início da campanha em 10 de abril, aproximadamente 21 mil pessoas (o que equivale a 11% do público alvo) receberam a dose do imunizante. Número extremamente baixo, tendo em vista, que o município tem uma expectativa de vacinar 188 mil pessoas.

Para o superintendente da Rede Campos de Saúde Pública, o infectologista Charbell Kury, esses dados são preocupantes, principalmente em decorrência ao crescimento do número de crianças com infecções respiratórias virais.

“Temos observado um número crescente de casos de doenças respiratórias, que são esperadas nesse período do ano e aumentam em torno de 30%. No entanto, o inverno ainda nem começou e os dados nos diz claramente que nós temos um bolsão de pessoas suscetíveis, ou seja, uma quantidade grande de indivíduos (idosos, gestantes, crianças e pessoas com comorbidades) que poderão adoecer, precisar de internação e, eventualmente, morrer porque não tomaram a vacina”, alertou o médico.

Kury ressalta a importância da imunização que evita, por exemplo, que uma eventual gripe, se agrave. “A melhor ferramenta para se proteger desses vírus é a vacinação, pois estudos mostram que 50% das internações de crianças, menores de cinco anos de idade, que estão lotando as clínicas públicas e privadas, são por Covid-19 e Influenza. Por isso, suplico aos pais e responsáveis para que levem seus filhos para se vacinar”.

VACINA SIM – Entendendo a importância da vacinação em suas vidas, a doméstica Neide Aparecida Albino, 44 anos, e seu filho Carlos Eduardo Rangel dos Santos, de 21, vieram à sede da SMS para se imunizarem contra a gripe. Na oportunidade, eles ainda receberam a dose de reforço da vacina bivalente contra a Covid-19. “Tive Covid por 2 vezes e cheguei a ficar internada por um mês. Na época, não tinha tomado a vacina e me arrependi. Agora, nem eu nem meu filho ficamos sem vacina”.

Quem também aproveitou para receber sua dose contra a gripe e ainda trouxe a neta Mariah Vitória, de 10 anos, foi Adriana de Oliveira Silva, 48. “A vacina é muito importante na vida da gente e sempre que posso, venho colocar a caderneta em dia”.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *