Governador em exercício, Cláudio Castro se reúne com secretário de Saúde do RJ

O vice-governador Cláudio Castro chegou ao Palácio Guanabara, em Laranjeiras, sede do governo do Rio de Janeiro na Zona Sul da capital, no começo da manhã deste sábado (29) para uma reunião com o secretário de Saúde do estado, Alex Bousquet.

Foi a partir das investigações sobre desvios de recursos na Saúde que levaram o Ministério Público Federal (MPF) a descobrir o que os procuradores chamaram de “sofisticada organização criminosa, composta por pelo menos três grupos de poder, encabeçada pelo governador Wilson Witzel”.

Mas, a pauta da reunião deste sábado entre Castro e Bousquet é o aumento no número de casos de Covid-19 no estado.

Na segunda-feira (31), Castro fará reunião com todo o secretariado e individualmente com os secretários de Fazenda, Planejamento, Educação e Saúde novamente para discutir a situação econômica do estado e os protocolos de volta às aulas .

A primeira agenda do governador em exercício aconteceu na tarde da véspera, horas depois de Wilson Witzel ter sido afastado do cargo por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) por suspeitas de corrupção.

Em nota emitida na tarde de sexta-feira (28), Castro disse que “conduzirá o Estado com transparência e responsabilidade para que a economia e os cidadãos não sejam afetados e reitera a importância do respeito ao cumprimento do devido processo legal, pilar da democracia”

Nota do governador em exercício:

“O governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, lamenta os acontecimentos na manhã desta sexta-feira (28/08) e ressalta estar com a consciência tranquila e totalmente à disposição para colaborar com as investigações. Advogado de formação, ele confia na Justiça e na garantia ao amplo direito de defesa a todos os envolvidos para que os fatos possam ser devidamente esclarecidos para a sociedade.

Cláudio Castro conduzirá o Estado com transparência e responsabilidade para que a economia e os cidadãos não sejam afetados e reitera a importância do respeito ao cumprimento do devido processo legal, pilar da democracia.

O governador em exercício afirma que acredita na missão confiada por Deus e que Ele lhe dará a sabedoria necessária para conduzir o Estado com firmeza, ouvindo a todos que querem o bem do Rio de Janeiro e da população fluminense.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *