24/06/2024
Brasil

Exército abre concurso com 1,5 mil vagas de nível médio

O Exército abriu concurso com mais de 1,5 mil vagas de nível médio. A Escola de Sargento das Armas (ESA) contabiliza 1.095 oportunidades para as áreas de aviação, música e saúde, com inscrições até 26 de abril. Já a Escola Preparatória de Cadetes (EsPCEx) abriu concurso público com um total de 440 chances. Neste caso, as inscrições vão até o dia 22 de maio.

O concurso da EsPCEx é para cargo de oficial, para participar é necessário ter entre 17 e 22 anos até 31 de dezembro de 2024. Já a prova da ESA é para sargento, para se candidatar é preciso ter entre 17 e 24 anos para a carreira de combatente e até 26 anos para saúde ou música.

A EsPCEx conta com 100 questões distribuídas nas disciplinas de português, matemática, literatura, história (geral e do Brasil), geografia (geral e do Brasil), química, física e inglês que acontecem em dois dias. Já a ESA tem apenas um dia de prova com 50 questões objetivas de português, literatura, história do Brasil, geografia do Brasil e redação.

Diretor do Curso ZeroHum Militar On-line e professor, Fábio Ribeiro conta sempre orientar os alunos que estão dentro da idade a prestar os dois exames. O segredo, ele revela, é se preparar para o mais difícil.

— Quando você estuda para aprova que cai mais coisas, você acaba se preparando para a outra prova. Isso serve para qualquer concurso militar de carreira. Então, estudando para EsPCEx, você estará pronto para a ESA — revela Fábio Ribeiro.

Exame físico

Tanto a ESA, quanto a EsPCEx contam com prova intelectual e Teste de Aptidão Física (TAF). Para se preparar para os dois exames, os candidatos precisam de estratégia. O ideal é que equilibrem o estudo de todas as disciplinas da prova objetiva e do teste físico

Professor de concursos militares da Degrau Cultural, Thiago Nicol revela que os candidatos precisam, desde a preparação para o exame intelectual, se preparar para o exame físico.

— Eu sempre falo para os meus alunos que não adianta o candidato passar no exame intelectual e não estar apto para o teste físico. O ideal é que se tenha uma grade de horário semanal de estudo separada entre as disciplinas do concurso juntamente com um horário específico para o TAF — explica o professor.

Os aprovados na EsPCEx passarão por uma formação de cinco anos, o primeiro em Campinas, na EsPCEx, e os outros quatro anos na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAM), em Resende.

Os Aprovados na ESA passarão por um curso de formação de sargentos com duração de dois anos. No primeiro ano o aprovado passará por uma formação básica e poderá ir pra qualquer parte do Brasil, de acordo com sua classificação. No segundo ano, o aluno passa pela qualificação e escolhe para qual área irá.

Preparação intensa
Sargento do Exército, Gabrielle da Silva, de 27 anos, sempre teve vontade de seguir a carreira militar. O desejo veio de família, seu pai é bombeiro. Após algumas tentativas, ela conseguiu passar no exame da ESA em 2017.

Na época em que fazia curso preparatório, Gabriela lembra da rotina intensa de estudos. A jovem conta ter se dedicado integralmente para os concursos que prestou na época. Além de fazer resumos a partir das aulas, ela revela que refazer provas anteriores foi uma estratégia que funcionou.

— Refazer provas anteriores é muito importante, porque você entende o modelo da prova . A ESA, por exemplo, tem sempre um padrão, então dá pra identificar uma questão semelhante ou algo parecido com o que já foi cobrado em outros exames — relembra.

Durante a rotina de estudo, Gabrielle não abria mão de se dedicar ao TAF. Por conta de experiencias anteriores, ela sabia que não podia deixar para a última hora. Ela revela ter se dedicado pelo menos duas vezes na semana. Com a aproximação do teste físico, essa rotina se intensificou .

— Depois que a prova [intelectual] passou eu foquei só nos treinos. Pra quem quer focar só na ESA, dá pra alinhar os estudos com o treino desde o início — comenta.

Fonte: Extra

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *