Estado do Rio inicia Campanha de Vacinação contra Gripe nesta segunda-feira (10) - Tribuna NF

Estado do Rio inicia Campanha de Vacinação contra Gripe nesta segunda-feira (10)

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

UPAs da rede estadual de saúde registram aumento de atendimentos a casos de síndrome gripal

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe terá início na próxima segunda-feira, dia 10 de abril, em todo o estado do Rio de Janeiro. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) identificou aumento de atendimentos a casos de síndrome gripal nas últimas semanas nas UPAs da rede estadual, com uma média de 1.100 atendimentos por dia. Também houve um aumento de atendimentos pediátricos, com casos de bronquiolite. No início de fevereiro (semana epidemiológica 5), a média diária de atendimentos a casos de síndrome gripal nas UPAs da rede estadual era de 548. Na semana de 19 a 25 de março, essa média saltou para 1.234 atendimentos.

– Este ano, a campanha será realizada em uma só etapa, englobando todos os grupos prioritários, que são mais suscetíveis a complicações da gripe. É muito importante que essas pessoas recebam a dose contra a gripe todos os anos, porque os vírus influenza que circulam são diferentes, e a vacina precisa ser atualizada para que a pessoa crie imunidade. É diferente de outras vacinas em que os vírus não mudam tanto, como tríplice viral e hepatite – diz o secretário de Estado de Saúde, Dr. Luizinho.

A meta é que sejam imunizadas 6,9 milhões de pessoas, atingindo assim pelo menos 90% de cobertura vacinal de cada um dos grupos prioritários. São eles:
– crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias);
– trabalhadores da saúde;
– gestantes e puérperas;
– professores do ensino básico e superior;
– povos indígenas;
– idosos com 60 anos ou mais de idade;
– profissionais das forças de segurança e salvamento;
– profissionais das Forças Armadas;
– pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade);
– pessoas com deficiência permanente;
– caminhoneiros;
– trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso;
– trabalhadores portuários;
– população privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade;
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.

A vacina contra a influenza pode ser administrada simultaneamente com outras vacinas do Calendário Nacional de Vacinação e também com outros medicamentos, exceto para crianças de 5 a 11 anos de idade. Esse grupo deve aguardar um período de 15 dias entre as vacinas e priorizar a administração da dose contra Covid-19.

Fique atento:

• A vacina contra a gripe pode ser administrada com quaisquer outras vacinas do calendário vacinal;
• Quem teve Covid-19 tem que aguardar quatro semanas após o início dos sintomas ou resultado positivo do exame para receber a vacina contra gripe;
• A Anvisa orienta que os vacinados devem esperar um período de 48 horas para doar sangue;
• Quem estiver com febre moderada ou grave deve adiar a ida ao posto para se vacinar;
• A vacina contra gripe é contraindicada para crianças menores de 6 meses de idade e pessoas com histórico de alergias graves a doses anteriores.

Ascom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *