Escola de samba desiste de homenagear ex-governador Sérgio Cabral na Intendente Magalhães em 2024 - Tribuna NF

Escola de samba desiste de homenagear ex-governador Sérgio Cabral na Intendente Magalhães em 2024

A escola de Samba União Cruzmaltina não vai mais homenagear o ex-governador Sérgio Cabral no desfile da Intendente Magalhães em 2024.

A agremiação afirmou, em um post no instagram nesta sexta-feira (8), que o tema do próximo desfile será a construção de São Januário.

“Informamos que em função dos últimos acontecimentos que vem atingindo profundamente o Club de Regatas Vasco da Gama e toda nossa torcida substituiremos o emblemático enredo onde contaríamos a trajetória de vida do sempre Governador Sérgio Cabral Filho pela história de construção do estádio de São Januário”, diz a nota da agremiação.

No seu instagram, Sérgio Cabral agradeceu a ideia da homenagem, mas disse que a história do clube precisa ser exaltado em um momento que o estádio está interditado por uma decisão judicial.

“Os últimos acontecimentos exigem que a nação vascaína se una. Esse momento exige que façamos homenagens à história do Vasco”, afirmou ele. “É um estádio com história, que vive um cerco, um boicote”.

De estrela política a ex-detento influencer

Preso em novembro de 2016, Cabral teve condenações, cuja soma das penas ultrapassaram 420 anos de cadeia. No fim do ano passado, o ex-governador foi solto, apesar de continuar respondendo aos processos.

Cerca de um mês após sua soltura, ele começou a se arriscar como “influencer”. Em seu perfil no Instagram, o ex-governador vem postando muitas fotos com a família e relembrando momentos de seu governo.

Do dia 6 de março, quando reformulou sua participação nas redes, até o final de maio, Cabral fez 63 postagens, entre fotos com os netos e vídeos sobre questões políticas e sociais. Em média, o ex-governador fez um post a cada 1.3 dia, sem contar as mensagens publicadas nos stories do Instagram.

“Minha intenção é passar para vocês, um pouco da minha história nos mais de 30 anos de vida pública e também falar sobre a experiência dos 6 anos e 1 mês de prisão. Espero que vocês gostem e que seja uma troca positiva”, escreveu o ex-governador em seu primeiro post.

Críticas ao enredo

Antes mesmo de ser lançado, o enredo foi alvo de críticas de torcedores da escola nas redes sociais.

Um internauta comentou:

“Isso será um tapa na cara da sociedade e uma mancha na história da escola que vem tendo uma trajetória tão bacana”.

A Riotur afirmou que não interfere ou faz juízo de valor dos enredos, e que, à empresa de turismo, cabe apenas fiscalizar a prestação de contas do incentivo dados das escolas, que nesse ano, foi em torno de R$ 150 mil por escola da Série Prata.

Fonte: G1

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *