Disputa pelo controle da Alerj mexe com partidos às vésperas da posse

Faltando apenas dois dias pra posse, a eleição para Mesa Diretora é o tema mais falado nos corredores da Assembleia Legislativa. Enquanto fazem reformas nos gabinetes, articulam a criação das chapas pra concorrer à presidência da casa. Por enquanto, a disputa corre o risco de ter um único candidato: o atual presidente em exercício da Alerj, André Ceciliano (PT) .

Para se manter na cadeira, Ceciliano já conseguiu o apoio de, pelo menos, 11 partidos, além do PT. Nove deles — PP, PRP, PRB, PRTB, PHS, DEM, PMB, Patriota e PSD — terão indicados na chapa que concorre à mesa diretora. Além deles, o MDB e o PSOL também devem informalmente apoiar a candidatura de Ceciliano. Juntos, esses partidos têm 33 deputados aptos a votar — isso porque, a princípio, o deputado André Correa (DEM) não deve tomar posse por estar preso desde a operação Furna da Onça. Para se eleger uma chapa, são necessários 36 votos.

O candidato de Ceciliano à primeira vice-presidência é Jair Bittencourt (PP), que já foi secretário estadual de Agricultura, no governo de Luiz Fernando Pezão (MDB). As outras vice-presidências da chapa devem ser ocupadas pelos deputados Tia Ju (PRB) — do partido do prefeito do Rio, Marcelo Crivella –, Renato Cozzolino (PR) e Leo Vieira (PRTB). Marcos Muller (PHS) será o candidato a primeiro-secretário. A função responde por diversas atividades administrativas da Alerj e quem ocupa tema fama de “síndico” da Assembleia.

Na falta de concorrentes, o PSL, do presidente Jair Bolsonaro, que tem a maior bancada da casa, tentou entrar na briga. Quis lançar a candidatura de Marcio Gualberto. Mas o partido acabou não viabilizando a chapa. Nem todos os 12 deputados eleitos do partido apoiavam a candidatura própria. A orientação da bancada é se abster da votação da Mesa Diretora.

Outro pré-candidato, o novato Chico Bulhões (Novo), enfrenta o mesmo problema: não consegue formar a chapa.

O desfecho dessa história só no sábado. A eleição da mesa diretora da Alerj está marcada para sábado às três da tarde.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *