22/06/2024
Campos

Dia do Queijo: 60 mil quilos produzidos por mês em Campos

Para celebrar o Dia Mundial do Queijo, comemorado na última sexta-feira (20), a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca destaca importantes conquistas do segmento em Campos – 11 pequenos laticínios produzindo queijo minas frescal, mussarela bloco, bolinha, provolone, meia cura, entre outros produtos. Atualmente são produzidos no município cerca de 60 mil quilos de queijos por mês.

Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Almy Junior, o queijo, sinônimo de tradição, gera emprego, renda, estimula o turismo na festa do queijo no distrito de Espírito Santinho, na Região Norte, e tem beneficiado diversos produtores.

De acordo com o veterinário Ramiro Elvio, são pequenas empresas de laticínio, distribuídas na cidade e Baixada Campista. Exemplo de Ibitioca, Santa Maria de Campos e região central no assentamento Zumbi dos Palmares. Estima-se hoje que Campos produz 60 mil litros de leite por dia.

“No passado, estima-se que essa quantidade chegasse a 200 mil litros dia. Com ações do programa Campos Leite e Serviço de Inspeção Municipal, vem estimulando o aumento de produção de leite por propriedade e, também, incentivando a legalização de laticínios, pequenos, médios ou grandes, pois o produtor transforma legalmente, dentro das normas sanitárias, o leite da sua propriedade em queijo, agrega valor ao seu produto e, consequentemente, aumenta a renda do produtor”, frisou.

Cada vez mais, a Prefeitura de Campos investe em ações para melhorar as técnicas de produção e controle de qualidade, que incluem cursos de boas práticas de fabricação, programa especial em boas práticas agropecuárias e suporte aos produtores em registros sanitários de seus estabelecimentos junto ao órgão de inspeção.

Festival do Queijo Espirito Santinho

O evento mostra a força da identidade cultural do queijo. Para enaltecer a importância da cadeia e divulgar ainda mais o produto, a Associação de Moradores de Espírito Santinho (Amores), com apoio Prefeitura de Campos, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca e parceria da Emater-RJ e da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, participou, em dezembro, da III Festa do Queijo de Espírito Santinho, que voltou acontecer depois de dois anos, devido à pandemia da COVID 19. O ponto alto da festa foi a partilha de um queijo de 120 quilos, produzido com mil litros de leite pelos produtores da região e beneficiado em uma agroindústria legalizada no Serviço de Inspeção Municipal- SIM. O prefeito foi convidado para fazer o primeiro corte no queijo, que busca integração e fortalecimento da agricultura familiar. A agricultura é um dos carros chefe da economia municipal e o prefeito tem estimulado esse setor.

Selo SIM

O selo SIM representa o Serviço de Inspeção Municipal e está vinculado à Secretaria Agricultura do município. Os estabelecimentos registrados no SIM possuem autorização para comercializar seus produtos dentro do município.

“Produtos fabricados a partir de leite devem atender à legislação, seguindo requisitos que assegurem a inocuidade na produção para o fornecimento de alimento seguro ao consumidor, destaca a veterinária Layra Pré. A concessão do Selo SIM e a devida regularização sanitária dos laticínios garantem ao produtor comercializar seu queijo em todo o território municipal, agregando valor e aumentando o seu faturamento”, enfatiza Almy.

Regiões produtoras

Campos dos Goytacazes conta com onze produtoras de Queijos: Baixada Campista, Ibitioca, Santa Maria de Campos, Campo Limpo, Canal das Flexas e Região Central do Assentamento Zumbi dos Palmares. Todas elas produzem vários tipos de queijos. Cada origem dá ao queijo uma identidade própria, culturais e naturais do local de fabricação, disse a veterinária Gleiciane Pimentel.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *