19/06/2024
Brasil

Desvio milionário faz TST suspender pagamentos de alvarás em todo o país; fraude foi identificada no TRT-RJ

Medida preventiva foi tomada após TRT do Rio identificar a expedição de alvarás com certificado digital supostamente clonado de um juiz

A Justiça do Trabalho suspendeu preventivamente, em todo o país, o acesso aos sistemas de pagamento de alvarás eletrônicos após o certificado digital de um magistrado do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro ser acessado de maneira fraudulenta, diz o Estadão.

Os criminosos conseguiram autorização de pagamentos de montantes milionários. Segundo a reportagem, os desvios do TRT-1 chegam a R$ 4 milhões.

A expedição de oito alvarás fraudulentos de transferência de valores foi feita por meio de um certificado digital com as credenciais do juiz titular. As ferramentas são usadas por juízes e desembargadores para acessar eletronicamente os processos e autorizar pagamentos judiciais.

O golpe na Justiça do Trabalho foi identificado na última quinta-feira (10) e envolveu a 80ª Vara do Trabalho da capital fluminense. Como medida de segurança, o TRT-1 tirou do ar o sistema de expedição de alvarás do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A medida depois foi estendida para todo o país pelo TST.

Em nota, o tribunal afirmou que seu sistema “não teve sua invulnerabilidade afetada”, que os sistemas judiciais não foram afetados nem violados.

“O que se apurou foi o uso de certificado digital falso, obtido em empresa certificadora regularmente habilitada. O TRT/RJ está trabalhando com seus técnicos da Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação (STI) junto às autoridades competentes para auxiliar na localização dos responsáveis e na análise, junto à empresa de certificação, das possíveis causas”, diz o comunicado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *