Deputados federais Marcelo Freixo e Alessandro Molon em visita à Câmara Campos

O presidente da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, Fabio Ribeiro (PSD), recebeu, na tarde desta sexta-feira (27), a visita dos deputados federais Marcelo Freixo (PSB) e Alessandro Molon (PSB). Também participaram do encontro os vereadores Maicon Cruz (PSC), Leon Gomes (PDT) e Bruno Pezão (PL), além do prefeito de Maricá, Fabiano Horta, o reitor da Uenf, Raul Ernesto e o presidente estadual do PT, João Maurício.

“É muito importante quando os políticos têm a acessibilidade do diálogo e da parceria. Os deputados Molon e Freixo vieram aqui se colocar à disposição do Legislativo da nossa cidade. Isso é muito importante. Nós sabemos das dificuldades do nosso município, nós sabemos da dificuldade do Estado e sabemos das dificuldades do nosso país. E a solução, como em toda sessão eu venho falando, é a união e a parceria”, explicou Fabio Ribeiro.

“Quando temos deputados com o mesmo discurso que é pregado aqui dentro desta Casa é uma confirmação de que nós estamos no caminho certo, que a parceria é a solução, que a união é a solução, independente da bandeira partidária. A nossa bandeira é nosso município, Estado e país”, ressaltou o presidente.

O deputado Alessandro Molon destacou a necessidade de diálogo com o Legislativo municipal. “Os vereadores conhecem os problemas que afligem as pessoas, porque são sempre muito próximos à população. O vereador é aquele parlamentar que está mais perto dos problemas dos bairros que queremos entender”, explicou. O parlamentar ainda pontuou que houve um diálogo muito produtivo com o presidente da Câmara Municipal e demais vereadores, pensando no futuro do Estado.

Já o deputado Marcelo Freixo falou sobre a crise enfrentada pelo Estado e a vocação agrícola do município de Campos. “O que a gente quer é diálogo. A crise que o Rio de Janeiro está vivendo hoje é muito profunda: uma crise política, social e econômica. A gente fez questão de começar essas visitas por Campos, porque eu acho que o Estado do Rio tem, nos últimos tempos, concentrado muito a vida na região metropolitana e o interior precisa ser mais potente. O Rio precisa mudar o eixo disso e dar mais atenção ao interior”.

Ascom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *