Deputados do RJ pedem investigação ao MP sobre suspeita de espionagem e dossiê contra parlamentares

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta quinta-feira (13), o envio ao Ministério Público Estadual de um pedido para investigar a suspeita de espionagem a todos os 70 deputados, o que incluiria um dossiê.

A aprovação ocorreu em audiência da comissão de tributação. Na segunda-feira (17), a comissão de segurança se reúne e pode determinar a convocação do secretário Lucas Tristão, de Desenvolvimento Econômico, para se explicar.

A suspeita de espionagem foi tornada pública pelo presidente da Casa, André Ceciliano (PT), e é compartilhada por outros parlamentares.

O petista diz que soube da existência do suposto dossiê por Tristão. Ele e o governo negam.

Na semana passada, Ceciliano já havia feito um requerimento de informações a Wilson Witzel questionando se autoridades estão sendo monitoradas.

Na terça, o clima na Alerj ficou quente quando os deputados governistas Alexandre Knoploch e Rodrigo Amorim, ambos do PSL, negaram a suspeita.

Deputado estadual mais votado do Rio, Amorim disse que o caso deveria ser investigado e foi interrompido por Ceciliano.

“É investigação que Vossa Excelência quer? Então, vamos mandar o caso para a Polícia Federal”.

Ceciliano tinha pedido para que o deputado Luiz Paulo (PSDB), presidente da comissão, encaminhasse o pedido também para a Polícia Federal e ao Ministério Público Federal.

O tucano, no entanto, considerou que o MP estadual deveria ser o responsável pelo caso.

G1*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: