Covid-19: SFI prossegue primeira semana de vacinação infantil

Após vacinar crianças quilombolas e com comorbidades, São Francisco de Itabapoana (SFI) iniciou nessa segunda-feira (24) a vacinação do público em geral entre 5 e 11 anos. É necessário realizar o agendamento no polo de imunização mais próximo de sua residência.

Para a vacinação infantil, os locais funcionam em horário estendido: entre 8h e 20h, conforme destacou o secretário municipal de Saúde, Sebastião Campista. “A medida segue determinação da prefeita Francimara Barbosa Lemos para facilitar o acesso dos responsáveis, já que muitos trabalham durante o dia”, disse. Ele reforçou que a autorização dos pais ou responsáveis é necessária para a aplicação da vacina.

O agendamento é realizado na Clínica da Família Germano Barros Delgado, na área central, ou nos polos de Barra do Itabapoana, Travessão de Barra, Bom Lugar, Praça João Pessoa, Guaxindiba, Gargaú, Imburi e Floresta. É necessário apresentar comprovante de residência, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o município tem aproximadamente 3.500 pessoas com idade entre 5 e 11 anos. A estimativa é do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) e é considerada pelo Ministério da Saúde para o envio das doses.

Em nota divulgada no final de 2021, a Sociedade Brasileira de Pediatria afirmou que “ampliar o benefício da vacinação a este grupo etário é sim uma prioridade”.O órgão ressalta que, até o início de dezembro passado, cerca de 34 mil casos de Covid-19 foram notificados em menores de 19 anos no Brasil, com mais de 2.500 mortes confirmadas. Nenhuma doença passível de prevenção por vacinas provocou tantos óbitos no país, segundo a nota.

Balanço — Desde a última sexta-feira (21), mais de 100 crianças receberam a primeira dose no município. Integram este número, o público infantil com comorbidades das localidades de Barra do Itabapoana e Travessão de Barra e da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

Além disso, também foram imunizadas crianças e adolescentes das comunidades quilombolas de Deserto Feliz e Barrinha.

AscomSFI*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.