Covid-19: Secretaria será polo de testagem para profissionais da Educação

A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) será polo de testagem para Covid-19. O serviço será voltado aos profissionais das redes municipal, estadual e particular de ensino e estará disponível em algumas semanas, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. A medida é uma iniciativa do Programa Saúde na Escola (PSE) e visa conter o contágio da doença na cidade. Além disso, integra o Plano Municipal de Ensino Híbrido Seguro que também dispõe do sistema de retrovigilância nas unidades escolares municipais.

O subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde, Charbell Kury, falou sobre o assunto:

“Continuamos oferecendo a vacina contra Covid aos professores e demais profissionais da Educação na própria sede da Secretaria de Educação, mas, para que a gente possa garantir a escola segura do vírus, é necessário fortalecer a testagem, que é feita mediante uma perspectiva de presença de sinais e sintomas. Ou seja, havendo pessoas com sintomas clínicos suspeitos da doença – seja trabalhador da educação ou o aluno – serão avaliadas pela escola e encaminhadas para a unidade de testagem na Seduct. Em caso de teste positivo, será iniciado o protocolo tracing contacts, fazendo a busca ativa na unidade de ensino, a fim de avaliar quantos casos dentro da turma tiveram positividade. Assim, faremos o isolamento desta sala por dez dias. É muito importante que a Vigilância esteja ativa evitando a propagação do vírus na escola”, explicou Charbell.

O secretário de Educação, Marcelo Feres, destacou que o Manual Operacional do Ensino Híbrido, elaborado por uma Comissão Especial com protocolo de medidas de proteção, prevenção e controle da Covid-19, também integra o Plano. Ele serve de referência para as condutas seguras e preventivas no cumprimento das medidas sanitárias conforme previsto em legislação sobre a pandemia por Covid-19. O documento pode ser acessado AQUI

“O manual traz informações bastante importantes, como orientações quanto à identificação e monitoramentos dos sintomas; identificação de caso suspeito detectado em aluno ou profissional no estabelecimento de ensino e acerca dos familiares de alunos com casos suspeitos, sobre situações de alerta e ações para suspensão temporária das aulas presenciais, dentre outros assuntos. Quase 100% dos servidores da Educação tomaram a vacina contra Covid, que foi disponibilizada para todos os nossos profissionais”, lembrou Marcelo.

A coordenadora do Programa Saúde na Escola (PSE), Catia Mello, acrescentou que o sistema de retrovigilância consiste no acompanhamento de casos suspeitos de Covid dentro da escola. “Por meio de atuação da equipe de enfermagem sentinela do PSE, estamos fazendo o monitoramento junto aos gestores. Em caso de surgimento de sintomas do aluno ou do profissional da unidade escolar, referenciamos para a unidade de saúde mais próxima da escola. Quanto à testagem na Educação, teremos um espaço reservado que será utilizado para este fim. Está sendo construído também um fluxograma sobre o procedimento a ser adotado para a testagem na Secretaria”, detalhou Cátia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *