Caso Ana Paula Ramos: quarto acusado é condenado a 13 anos de prisão em regime fechado em Campos

Terminou no fim da noite desta terça-feira (19) o julgamento de Marcelo Henrique Damasceno de Medeiros, acusado de ser o responsável pela contratação de Wermison Carlos Sigmaringa Ribeiro e Igor Magalhães de Souza para o assassinato da universitária Ana Paula Ramos, morta em 2017 em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, após uma emboscada.

Já era quase meia-noite quando os sete jurados, por unanimidade, afastaram todas as teses da defesa e condenaram o réu pelo crime de homicídio qualificado. O juiz definiu a sentença de Marcelo em 13 anos de prisão em regime fechado.

A decisão ainda cabe recurso.

Os dois executores do crime e a mandante Luana Sales, que na época era cunhada da vítima, já tinham sido julgados e condenados. O julgamento deles ocorreu em julho deste ano. Luana Sales foi condenada a 24 anos de prisão. Wermison e Igor foram condenados a 13 anos em regime fechado.

Relembre o caso

Ana Paula Ramos, de 25 anos, foi baleada no dia 19 de agosto de 2017 em uma praça no Parque Barão do Rio Branco, em Guarus. O caso chegou a ser tratado como um assalto, mas as investigações da Polícia Civil apontaram para um crime passional.

A vítima estava acompanhada da cunhada, suspeita de ser mandante do crime, no momento em que foi abordada pelos dois atiradores.

A universitária estava de casamento marcado. No dia do crime, a cunhada, que seria madrinha na cerimônia, havia marcado de ver o vestido junto com Ana Paula. De acordo com as investigações da Polícia Civil, o grupo se reuniu no dia anterior no local do crime para combinar os detalhes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *