22/05/2024
Campos

Campos contabiliza 121 pontos afetados pelas chuvas torrenciais

As equipes das secretarias operacionais da Prefeitura de Campos atuam num mutirão para dar conta de reparos em 121 pontos afetados pelas águas das chuvas torrenciais que afetaram a região nos últimos dias. São moradias, estabelecimentos comerciais, ruas e estradas atingidas pelos alagamentos, inundações e deslizamentos de terras que, além de impedir o trafego, causaram danos na base das vias.

Somente no sábado e domingo passados, choveu o equivalente a dois meses de chuva, o que causou estragos em vários pontos do município, levando o Prefeito Wladimir Garotinho a decretar Situação de Emergência nas localidades que sofrem os danos e as consequências das chuvas.

AÇÃO CONJUNTA

A distância em alguns casos supera mais de 100km entre os locais afetados pelas chuvas torrenciais, o que exige logística complexa para deslocamento de equipamentos e máquinas, além de atuação das equipes nos pontos de intervenções. Equipes das Secretarias de Obras e Infraestrutura; Defesa Civil; Agricultura, Pecuária e Pesca; e Serviços Públicos atuam numa força-tarefa em ações conjuntas para amenizar os transtornos causados às populações das regiões afetadas, como Rio Preto, Lagoa de Cima e o distrito de Santo Eduardo, além de outros pontos em bairros da cidade.

As ações são realizadas de forma dinâmica, com uso de motobombas e retroescavadeiras para abertura de valetas e remoção de lixo, mato e entulhos nos locais de deságue das galerias e, ainda, dragas long reach, que são potentes, se movem sobre esteiras de aço e são usadas para limpeza de canais que drenam as águas recebidas das redes de galerias dos bairros da periferia da cidade e localidades do interior.

MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

“Temos muitos pontos afetados pelas muitas águas. Estamos com várias equipes das secretarias operacionais trabalhando em conjunto e contando com apoio extra das empresas que estavam, por exemplo, trabalhando com asfalto, mas que requisitamos para unir esforços com as secretarias operacionais, porque estamos numa emergência. Quando conseguimos amenizar um ponto, deslocamos máquinas e equipamentos para outro local, de acordo com a prioridade”, detalha o secretário Fábio Ribeiro.

Para dar celeridade às ações foi realizado levantamento pelas equipes do Programa “Patrulha da Chuva” para obter um panorama geral da situação no município e, assim, planejar as ações. O levantamento contou com a participação de moradores das localidades afetadas, definindo o planejamento das ações com prioridade nos pontos mais críticos, como nos distritos de Santo Eduardo, Morro do Coco, Travessão e regiões da Baixada Campista, como Farol de São Tomé, Mussurepe, Goitacazes, Rio Preto e diversas outras localidades.

LIMPEZA DOS CANAIS E DO RIO URURAÍ

Bairros como Estância da Penha, Vila Manhães, Vila Menezes, Santa Rosa, Parque Prazeres, São Benedito, Parque Aurora, Alphaville, IPS, dentre outros, estão na relação de intervenções da Prefeitura. Máquinas cuidam também da limpeza de canais escoadores das águas coletadas nos bairros, como o Canal do Saco, Canal Cacomanga e o Rio Ururaí, que já recebeu uma draga anfíbia para remoção de vegetação, a fim de dar maior velocidade no deslocamento das águas da Lagoa de Cima.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *