27/05/2024
Política

Garotinho: “Novo Cabral (Cláudio Castro) se junta a Eduardo Cunha para impedir minha pré-candidatura”

O ex-governador Anthony Garotinho comentou em uma live nas redes sociais sobre a nota publicada na coluna de Guilherme Amado, do Metrópoles, onde fala sobre “Os movimentos de Cláudio Castro e Cunha contra a candidatura de Garotinho“.

Segundo a coluna, “Preocupado com a candidatura de Anthony Garotinho ao governo do Rio de Janeiro, o governador Cláudio Castro pediu que o ex-presidente da Câmara preso pela Lava Jato, Eduardo Cunha, convencesse o presidente do União Brasil fluminense, o prefeito de Belford Roxo, Waguinho, a retirar a candidatura de Garotinho.

Castro chamou Waguinho para conversar no Palácio das Laranjeiras na última quinta-feira (19/5). Ao chegar à residência do governador, o presidente do União Brasil do Rio se surpreendeu com a presença de Cunha na reunião.

Filiado ao PTB em São Paulo, mas tocando no Rio a candidatura da filha Danielle Cunha, à Câmara dos Deputados pelo União Brasil, Cunha pediu que Waguinho não desse a legenda a Garotinho. Waguinho negou o pedido e afirmou que o partido terá um candidato ao governo no Rio.

Cunha vem aparecendo em agendas ao lado de Castro e tem influência no União Brasil. Waguinho alega, para lançar Garotinho, que acordos de nomeações de aliados não foram cumpridos.

Na live, Garotinho chama Cláudio Castro de “Novo Cabral” e diz ao governador para disputar a eleição no voto. Garotinho comentou que essas praticas usadas por Sérgio Cabral não vão colar. O ex-governador também fala para Castro não ser covarde.

Assista ao vídeo:

Alerj

Comente